Sedutoras e Marrentas - 5

Click to this video!


- ei..! o que foi? - perguntou Silvia, rindo. - falei alguma coisa fora do normal?
- não... é que .. preciso me beliscar...rsrsrs
- achava tão dificil eu aceitar...
- bem... achava sim... mas... caramba, vc aceitou!
- mas tem uma condição e vc sabe o que é...
- sei... nada de falar com a Bebel...
- isso mesmo...!
- eu topo... qualquer parada pra ficar com vc...
- que bom... rrsrsr...
Tom olhou a irmã a sua frente, vestida daquele jeito. Olhou descaradamente de cima para baixo. Ela sentiu aquele olhar sobre si, como se a despisse das ultimas peças que cobriam seu delicioso corpo.
- caramba, Si... vc é toda linda...
- hmmm.. obrigada...
Ele olha a garota nos olhos. Olha sua face rosada, seus lábios.
- bem... acho que como sou teu namorado.. posso te beijar...
Ela sorri, meia sem jeito. "Olha o que a Paula me arranja... ele quer me beijar....!!!" pensou.
Tom entendeu aquele sorriso como um sim. Encosta-se na irmã, elanão se retraindo. Seus corpos roçam um no outro, suavemente. As mãos se procuram, e Tom busca os lábios da irmã. Ela aceita o beijo, leve, suave... "Nossa...!! como ele sabe beijar...!" admira-se ela, dentro de si. Ela entreabre um pouco os lábios, e o beijo ganha em intensidade. Tom larga as mãos da irmã, e a traz para si pela cintura. Ela, por sua, o enlaça pelo pescoço. Ela abre bem sua boca, e trocam um beijo intenso, ardente. Silvia não sabe por que, mas perde a noção do que está acontecendo. Seus corpos estão coladinhos um no outro, encaixados..Tom sente as coxas grossas de Silvia roçarem deliciosamente as suas... Silvia sente a saliência enorme pressionando sua virilha... Os dois perdem a noção do tempo, até que uma voz os traz a realidade.
- oi, pombinhos...!! - era Paula. - desculpe atrapálhar, mas temos que ir...
Silvia saiu de Tom, meio constrangida diante da amiga. Tom sorriu, também sem jeito.
- oh, não queria atrapalhar... - dizia Paula.
- nada a ver... a gente já tava indo mesmo.. - disse Silvia, sorrindo para o irmão.
Tom nem podia disfarçar sua situação. Paula olhou para o rapaz, nem disfarçando a malicia. As duas sairam conversando, e Tom procurou sua calça para se vestir.
Já na fazenda, as duas encerraram-se no quarto de Paula, e Tom ficou no seu, pensando no que acabara d acontecer. Primeiro era Bebel... Bebel linda, sensual, gostosa... Tom se acabava possuindo sua irmã mais velha... mas ai Silvia entrou na jogada... e agora, topara ser sua namorada. "Caramba! é bom demais para ser verdade...acho que estou sonhando...e que boca gostosa tem ela..." lembrou-se dos beijos trocados com Silvia... " e que corpo...cara, como ela é boa... boa demais!! gostosona...aquelas coxas....to louco pra passar a mão... deve ser uma delicia...!"
No quarto de Paula, esta não se cansava de ouvir o relato de Silvia.
- então.. foi ele quem começou o beijo?
-sim... eu não tive como dizer não, oras..
- claro que não... e como vcs se beijavam, heim? rsrsr
- vc ficou olhando, né? safada...
- é.. fiquei algum tempo olhando.. Si, vc pirou o teu irmão mesmo... rsrsrs
- não brinca...
- ele parecia não acreditar quando vc pediu pra sair da agua com ele e irem pro mato...rsrsr
- eu queria ser convincente... acho que consegui..
- e agora... é só seguir o plano...
- Menina, me dá um remorso, sei lá...
- pense na Bebel... no que ela fez...
- sei... mas que me dá pena dele...
- eu ví tua pena... rsrsrs
- pára, vai, boba...rsrsr
- e ele beija bem?
Silvia pensou um pouco.
- seria hipócrita se te falasse que não... ele beija bem pra caramba... rrsrsr
- melhor pra vc...
- ah, vai te catar...!!

O resto do dia eles tiraram para descansar. Tom, no seu quarto, não conseguia, pois estava numa espectatíva enorme em relação a Silvia. Como seria dali pra frente? Tentaria encontrar-se com a irmã a sós, para poder provar ainda mais daqueles lábios saborosos, sentir aquele corpo quente encostando no seu. Eles haviam feito um lanche e não jantariam naquele dia. A noite, Tom foi até a sala. Nada das duas. Estariam dormindo? Ele sentou-se no sofá e ligou a TV. Colocou o som baixinho. De repente, ouviu um rumor atrás de sí, e um perfume suave tomou conta da sala. Ele ficou parado, até sentir duas mãos pequenas e pacias taparrem seus olhos, por trás.
- adivinha quem é?
- hm.... pelas mãos... já sei quem é...
- diga o nome... senão não vale...
- Silvia...
- e quem é Silvia?
- é a gata... mais linda do mundo...
- acha mesmo?
- acho ... e muito mais que isso...
Silvia retirou as mãos e deu a volta no sofá. Quando ficou a frente de Tom, este não pode acreditar no que via. A sua bela irmã estava ali, e vestia uma camisolinha rosa... curta... quase transparente... e sorria para ele.
- eu ia até a cozinha, tava louca de sede... e vi vc aqui, sozinho..
Tom nem conseguia articular as palavras. Era muita beleza ali, diante dele. Era como um sonho, um sonho bom demais.
-eu pego agua pra vc... - disse ele, indo até a cozinha, e de lá voltando com um copo na mão. Deu a moça, que já estava sentada no sofá, olhando para ele, enquanto sorvia do conteúdo do copo.
-obrigada - disse, deixando o copo na mesinha. - senta aqui.. - pediu ela, docemente.
Tom obedeceu. Reparou que as coxas da irmã estavam praticamente expostas, exuberantes, alvas, sedutoras...
- no que estava pensando..? - perguntou ela.
- adivinha... - disse ele. -claro que eram em vc...
- hmm... não acredito!
- é verdade... depois do beijo de hoje...
Ela sorriu.
- vc gostou, é?
- demais... vctem um beijo ... gostoso demais...
Ela olhou para ele, fixamente.
- quer... repetir?
Ele nem respondeu. Dali a pouco já se beijavam ardentemente. Pela primeira vez, suas linguas se encostaram, e então foi inevitável aqueles arrepios pelo corpo de ambos... Enquanto se beijavam, Silvia lembrava-se do que Paula a mandara fazer:
- vc veste sua camisolinha, e vai até ele... logico que vcs vão acabar se beijando... e olha que eu vi do jeito que ele olhava pra vc, para o seu corpo, suas coxas... deixa ele pegar nas suas coxas, a vontade... isso não vai tirar pedaço, né?
- bem..- dizia Silvia - isso eu posso deixar ele fazer...
- vc tem que ser convincente, senão dança...rsrs
E agora, ali no sofá, Silvia sentiu a mão do irmão pousar na sua coxa esquerda.E logo começou a ser acariciada ali, ela permitindo. A ~mão subia e descia, suavemente, enquanto estavam se beijando...
Eles enfim dão uma pausa, se olham nos olhos, ele olha sua boca, ela olha aquela mão alisando sua coxa gostosamente...ela mesma procura a boca do irmão. E sua mão, agora desce pela cintura do rapaz, até a virilha deste.. sem querer, ela resvala na saliência enorme e dura.. era retira sua mão, mas logo retoma aquele caminho, acariciando suavemente a intumescência no calção do rapaz, que estremece a cada toque. Ela acaricia de forma como se parecesse involuntária, mas que acaba levando o irmão a um estado de excitação sem limites.
Silvia sente a mão subir sua camisola ainda mais, até o alto. A mão parece ainda mais atrevida, tocando sua calcinha, os dedos passeando pela barra. Tom não acredita quando sente nos dedos os pêlos que escapam pelos lados da calcinha da irmã. Ele detém a mao por ali... aquele contato está delicioso demais... Silvia sai dele, e o olha profundamente.


-


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


11551 - DOCE NANDA - Parte um - Categoria: Incesto - Votos: 9
11554 - DOCE NANDA - Parte dois - Categoria: Incesto - Votos: 6
11560 - DOCE NANDA - Parte três - Categoria: Incesto - Votos: 7
11579 - DOCE NANDA - Parte quatro - Categoria: Incesto - Votos: 9
11684 - DOCE NANDA - Parte cinco - Categoria: Incesto - Votos: 8
11703 - DOCE NANDA - Parte seis - Categoria: Incesto - Votos: 6
11793 - DOCE NANDA - Parte sete - Categoria: Incesto - Votos: 8
11877 - CORPOS ARDENTES - parte um - Categoria: Incesto - Votos: 7
11950 - DOCE NANDA -Parte oito - Categoria: Incesto - Votos: 7
12019 - CORPOS ARDENTES - parte dois - Categoria: Incesto - Votos: 5
12102 - CORPOS ARDENTES - parte três - Categoria: Incesto - Votos: 4
12209 - DOCE NANDA - Parte Nove - Categoria: Incesto - Votos: 7
12225 - DOCE NANDA - Parte dez - Categoria: Incesto - Votos: 6
12334 - Corpos ardentes - parte quatro - Categoria: Incesto - Votos: 3
12345 - Corpos Ardentes - Parte 5 - Categoria: Incesto - Votos: 4
12415 - DOCE NANDA - Parte onze - Categoria: Incesto - Votos: 7
12428 - DOCE NANDA - Parte 12 - Categoria: Incesto - Votos: 7
12439 - Sedutoras e Marrentas - Um - Categoria: Incesto - Votos: 6
12440 - Sedutoras e Marrentas - Dois - Categoria: Incesto - Votos: 5
12441 - Sedutoras e Marrentas - Três - Categoria: Incesto - Votos: 6
12449 - Sedutoras e Marrentas - 4 - Categoria: Incesto - Votos: 6
12475 - Sedutoras e Marrentas - Cinco - Categoria: Incesto - Votos: 5
12533 - Sedutoras e Marrentas- 6 - Categoria: Incesto - Votos: 6
12535 - Sedutoras e Marrentas -7 - Categoria: Incesto - Votos: 6
12691 - Sedutoras e Marrentas 8 - Categoria: Incesto - Votos: 7
12703 - Sedutoras e Marrentas - 9 - Categoria: Incesto - Votos: 7
12712 - Sedutoras e Marrentas - 10 - Categoria: Incesto - Votos: 8
12772 - Sedutoras e Marrentas 12 - Categoria: Incesto - Votos: 5
12820 - Resumo de contos escritos por Tom Jones - Categoria: Incesto - Votos: 1
12909 - Sedutoras e Marrentas - Parte Final - Categoria: Incesto - Votos: 5
12991 - A Excursão - 1 - Categoria: Incesto - Votos: 6
13136 - A Excursão 2 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13188 - A Excursão 3 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13197 - A Excursão 4 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13216 - A Excursão 5 - Categoria: Incesto - Votos: 6
13263 - A Excursão 6 - Categoria: Incesto - Votos: 4
13291 - A Excursão 7 - Categoria: Incesto - Votos: 4
13298 - A Excursão 8 - Categoria: Incesto - Votos: 4
13324 - A Excursão 8.1 - Categoria: Incesto - Votos: 4
13334 - A Excursão - oito - Categoria: Incesto - Votos: 4
13360 - A Excursão oito-2 - Categoria: Incesto - Votos: 1
13374 - A Excursão 9 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13392 - A Excursão10 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13429 - A Excursão 11 - Categoria: Incesto - Votos: 3
13478 - A Excursão 12 - Categoria: Incesto - Votos: 6
13509 - A Excursão 13 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13520 - A Excursão 14 - Categoria: Incesto - Votos: 4
13543 - A Excursão 15 - Categoria: Incesto - Votos: 4
13573 - A Excursão 16 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13676 - Próximo conto de Tom Jones - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
13787 - A ninfeta e o bad boy -1 - Categoria: Incesto - Votos: 2

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico tom jones

Nome do conto:
Sedutoras e Marrentas - 5

Codigo do conto:
12521

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
19/05/2011

Quant.de Votos:
6

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


conto casal inicianteConto erotico casadascontos marido pasivo pintinhoVideos conto veridico me embebedarao e comerao meu cuconto casada com negao no pelofotos coroas cu arrrgacadoscontos erotico pastoraindio tarado por grelo grandecontos eróticos rasgando a calcinha da titiaconto gay no cinema pornoconto erótico deixei ele sem andarporno cintura remelexoconto eroticos casadas no banggang pela primeira vezcontos eróticos sogras com negroskomik porn illustratedencoxada dormindo gozadaMinha mulher disse pra eu fuder a buceta da minha filha na frente dela eu fudi a buceta da minha filha e fudi minha mulher elas duas juntas eu depois eu levei minha filha pro motel pra eu fuder seu cu virgem conto eroticoconto virei travesti necessitadacontos eróticos ladrão entraram na casa e mandaram ficar todos peladoscontos erotico minha mulher e os fugitivos do presídiotive que chupar o motorista do uber (contos eroticos)Meu professor tem uma bunda contos gaysexo e vovacontos eroticos maes com filhos roludosmamei na minha vizinha enquanto ela amamentava a filha conto eróticonaocontofilhapornô pai e filho em quadrinhosconto erotico meu marido bicontos loira bunduda e meu tio picudocontos eróticos de gay comido pelo amigo do meu paicontos pornonarradominha primeira masturbacaosafada com tesâo nao resiste a pinto conto5 sado contos eroticosContos eroticos de casada puta dos vizinho roludoo corno duplaamamentando o eletricista contosquero ver cabacinnha gemer de tesaosendoapareci nua e raspadinha contossogra gordinha sessentona contosBucetas charmosaconto gravida de outrominha esposaxvcontos eroticos arrombei o cu da mulher do meu irmao k ela choroucontos erotico no busao lotado goatosa safadarelatoerotico gauchaver conto erotico sob velhos taradoContos gay com malhadoContos eroticos/minha sogra cavalacontos eróticos comi neta loira fotosporno conto eroctico de bucetas lesbicocoroa puta quadradinho eróticoporn em quadrinhos pegando a tiacontos veridico travesti bem dotado,fodi o cu e a boceta da minha irmaasfantazias das mulher de pornoO patrao do meu irmao me fudeu no motel conto eroticosobre lamber e chupar a vaginacontos eroticoscontos erotico-você gozando no meu cuzinhoporno contos eroticos comi minha maeconto erotico minha namorada dançando forro com meu tiofiume porno mae safada nobanhonamorada tio contodando para a familia conto eroticocontos eroticos mulher ficou viuva e o amigo veio consolarconto decu de esposa traindo com camioneionifeta safada contos eroticos hentay 2017 papai comendo a bucetinha da filinhaconto erótico eenfermeiroConto erotico gravidaincesto Socorro meu filho me comeu contos de sexoporno gay cunhadoconto incerto o dia em que peguei minha própria mãe transando com meu filhopirocas de jumentoperdi as preguinhas do cu quando era pequenaMeu tio e eu no motel conto eroticocontos com sogras tetudascontos eróticos meu enteado me comeumulheres pagando calcinha conto eroticoquero ver meu marido comer o cu da minha irma. conto eroticocontus sou rabuda e 3 me fudeam afosaxvideos macrinhas nifetarelatos de mulheres que trasaram com dotados e se arrependeramver contos de coroas gostosas acima de 60quadradinho de erotico bom de ler