Sedutoras e Marrentas - 5


Click to Download this video!


- ei..! o que foi? - perguntou Silvia, rindo. - falei alguma coisa fora do normal?
- não... é que .. preciso me beliscar...rsrsrs
- achava tão dificil eu aceitar...
- bem... achava sim... mas... caramba, vc aceitou!
- mas tem uma condição e vc sabe o que é...
- sei... nada de falar com a Bebel...
- isso mesmo...!
- eu topo... qualquer parada pra ficar com vc...
- que bom... rrsrsr...
Tom olhou a irmã a sua frente, vestida daquele jeito. Olhou descaradamente de cima para baixo. Ela sentiu aquele olhar sobre si, como se a despisse das ultimas peças que cobriam seu delicioso corpo.
- caramba, Si... vc é toda linda...
- hmmm.. obrigada...
Ele olha a garota nos olhos. Olha sua face rosada, seus lábios.
- bem... acho que como sou teu namorado.. posso te beijar...
Ela sorri, meia sem jeito. "Olha o que a Paula me arranja... ele quer me beijar....!!!" pensou.
Tom entendeu aquele sorriso como um sim. Encosta-se na irmã, elanão se retraindo. Seus corpos roçam um no outro, suavemente. As mãos se procuram, e Tom busca os lábios da irmã. Ela aceita o beijo, leve, suave... "Nossa...!! como ele sabe beijar...!" admira-se ela, dentro de si. Ela entreabre um pouco os lábios, e o beijo ganha em intensidade. Tom larga as mãos da irmã, e a traz para si pela cintura. Ela, por sua, o enlaça pelo pescoço. Ela abre bem sua boca, e trocam um beijo intenso, ardente. Silvia não sabe por que, mas perde a noção do que está acontecendo. Seus corpos estão coladinhos um no outro, encaixados..Tom sente as coxas grossas de Silvia roçarem deliciosamente as suas... Silvia sente a saliência enorme pressionando sua virilha... Os dois perdem a noção do tempo, até que uma voz os traz a realidade.
- oi, pombinhos...!! - era Paula. - desculpe atrapálhar, mas temos que ir...
Silvia saiu de Tom, meio constrangida diante da amiga. Tom sorriu, também sem jeito.
- oh, não queria atrapalhar... - dizia Paula.
- nada a ver... a gente já tava indo mesmo.. - disse Silvia, sorrindo para o irmão.
Tom nem podia disfarçar sua situação. Paula olhou para o rapaz, nem disfarçando a malicia. As duas sairam conversando, e Tom procurou sua calça para se vestir.
Já na fazenda, as duas encerraram-se no quarto de Paula, e Tom ficou no seu, pensando no que acabara d acontecer. Primeiro era Bebel... Bebel linda, sensual, gostosa... Tom se acabava possuindo sua irmã mais velha... mas ai Silvia entrou na jogada... e agora, topara ser sua namorada. "Caramba! é bom demais para ser verdade...acho que estou sonhando...e que boca gostosa tem ela..." lembrou-se dos beijos trocados com Silvia... " e que corpo...cara, como ela é boa... boa demais!! gostosona...aquelas coxas....to louco pra passar a mão... deve ser uma delicia...!"
No quarto de Paula, esta não se cansava de ouvir o relato de Silvia.
- então.. foi ele quem começou o beijo?
-sim... eu não tive como dizer não, oras..
- claro que não... e como vcs se beijavam, heim? rsrsr
- vc ficou olhando, né? safada...
- é.. fiquei algum tempo olhando.. Si, vc pirou o teu irmão mesmo... rsrsrs
- não brinca...
- ele parecia não acreditar quando vc pediu pra sair da agua com ele e irem pro mato...rsrsr
- eu queria ser convincente... acho que consegui..
- e agora... é só seguir o plano...
- Menina, me dá um remorso, sei lá...
- pense na Bebel... no que ela fez...
- sei... mas que me dá pena dele...
- eu ví tua pena... rsrsrs
- pára, vai, boba...rsrsr
- e ele beija bem?
Silvia pensou um pouco.
- seria hipócrita se te falasse que não... ele beija bem pra caramba... rrsrsr
- melhor pra vc...
- ah, vai te catar...!!

O resto do dia eles tiraram para descansar. Tom, no seu quarto, não conseguia, pois estava numa espectatíva enorme em relação a Silvia. Como seria dali pra frente? Tentaria encontrar-se com a irmã a sós, para poder provar ainda mais daqueles lábios saborosos, sentir aquele corpo quente encostando no seu. Eles haviam feito um lanche e não jantariam naquele dia. A noite, Tom foi até a sala. Nada das duas. Estariam dormindo? Ele sentou-se no sofá e ligou a TV. Colocou o som baixinho. De repente, ouviu um rumor atrás de sí, e um perfume suave tomou conta da sala. Ele ficou parado, até sentir duas mãos pequenas e pacias taparrem seus olhos, por trás.
- adivinha quem é?
- hm.... pelas mãos... já sei quem é...
- diga o nome... senão não vale...
- Silvia...
- e quem é Silvia?
- é a gata... mais linda do mundo...
- acha mesmo?
- acho ... e muito mais que isso...
Silvia retirou as mãos e deu a volta no sofá. Quando ficou a frente de Tom, este não pode acreditar no que via. A sua bela irmã estava ali, e vestia uma camisolinha rosa... curta... quase transparente... e sorria para ele.
- eu ia até a cozinha, tava louca de sede... e vi vc aqui, sozinho..
Tom nem conseguia articular as palavras. Era muita beleza ali, diante dele. Era como um sonho, um sonho bom demais.
-eu pego agua pra vc... - disse ele, indo até a cozinha, e de lá voltando com um copo na mão. Deu a moça, que já estava sentada no sofá, olhando para ele, enquanto sorvia do conteúdo do copo.
-obrigada - disse, deixando o copo na mesinha. - senta aqui.. - pediu ela, docemente.
Tom obedeceu. Reparou que as coxas da irmã estavam praticamente expostas, exuberantes, alvas, sedutoras...
- no que estava pensando..? - perguntou ela.
- adivinha... - disse ele. -claro que eram em vc...
- hmm... não acredito!
- é verdade... depois do beijo de hoje...
Ela sorriu.
- vc gostou, é?
- demais... vctem um beijo ... gostoso demais...
Ela olhou para ele, fixamente.
- quer... repetir?
Ele nem respondeu. Dali a pouco já se beijavam ardentemente. Pela primeira vez, suas linguas se encostaram, e então foi inevitável aqueles arrepios pelo corpo de ambos... Enquanto se beijavam, Silvia lembrava-se do que Paula a mandara fazer:
- vc veste sua camisolinha, e vai até ele... logico que vcs vão acabar se beijando... e olha que eu vi do jeito que ele olhava pra vc, para o seu corpo, suas coxas... deixa ele pegar nas suas coxas, a vontade... isso não vai tirar pedaço, né?
- bem..- dizia Silvia - isso eu posso deixar ele fazer...
- vc tem que ser convincente, senão dança...rsrs
E agora, ali no sofá, Silvia sentiu a mão do irmão pousar na sua coxa esquerda.E logo começou a ser acariciada ali, ela permitindo. A ~mão subia e descia, suavemente, enquanto estavam se beijando...
Eles enfim dão uma pausa, se olham nos olhos, ele olha sua boca, ela olha aquela mão alisando sua coxa gostosamente...ela mesma procura a boca do irmão. E sua mão, agora desce pela cintura do rapaz, até a virilha deste.. sem querer, ela resvala na saliência enorme e dura.. era retira sua mão, mas logo retoma aquele caminho, acariciando suavemente a intumescência no calção do rapaz, que estremece a cada toque. Ela acaricia de forma como se parecesse involuntária, mas que acaba levando o irmão a um estado de excitação sem limites.
Silvia sente a mão subir sua camisola ainda mais, até o alto. A mão parece ainda mais atrevida, tocando sua calcinha, os dedos passeando pela barra. Tom não acredita quando sente nos dedos os pêlos que escapam pelos lados da calcinha da irmã. Ele detém a mao por ali... aquele contato está delicioso demais... Silvia sai dele, e o olha profundamente.


-


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


11551 - DOCE NANDA - Parte um - Categoria: Incesto - Votos: 9
11554 - DOCE NANDA - Parte dois - Categoria: Incesto - Votos: 6
11560 - DOCE NANDA - Parte três - Categoria: Incesto - Votos: 7
11579 - DOCE NANDA - Parte quatro - Categoria: Incesto - Votos: 9
11684 - DOCE NANDA - Parte cinco - Categoria: Incesto - Votos: 8
11703 - DOCE NANDA - Parte seis - Categoria: Incesto - Votos: 6
11793 - DOCE NANDA - Parte sete - Categoria: Incesto - Votos: 8
11877 - CORPOS ARDENTES - parte um - Categoria: Incesto - Votos: 7
11950 - DOCE NANDA -Parte oito - Categoria: Incesto - Votos: 7
12019 - CORPOS ARDENTES - parte dois - Categoria: Incesto - Votos: 5
12102 - CORPOS ARDENTES - parte três - Categoria: Incesto - Votos: 4
12209 - DOCE NANDA - Parte Nove - Categoria: Incesto - Votos: 7
12225 - DOCE NANDA - Parte dez - Categoria: Incesto - Votos: 6
12334 - Corpos ardentes - parte quatro - Categoria: Incesto - Votos: 3
12345 - Corpos Ardentes - Parte 5 - Categoria: Incesto - Votos: 4
12415 - DOCE NANDA - Parte onze - Categoria: Incesto - Votos: 7
12428 - DOCE NANDA - Parte 12 - Categoria: Incesto - Votos: 7
12439 - Sedutoras e Marrentas - Um - Categoria: Incesto - Votos: 6
12440 - Sedutoras e Marrentas - Dois - Categoria: Incesto - Votos: 5
12441 - Sedutoras e Marrentas - Três - Categoria: Incesto - Votos: 6
12449 - Sedutoras e Marrentas - 4 - Categoria: Incesto - Votos: 6
12475 - Sedutoras e Marrentas - Cinco - Categoria: Incesto - Votos: 5
12533 - Sedutoras e Marrentas- 6 - Categoria: Incesto - Votos: 6
12535 - Sedutoras e Marrentas -7 - Categoria: Incesto - Votos: 6
12691 - Sedutoras e Marrentas 8 - Categoria: Incesto - Votos: 7
12703 - Sedutoras e Marrentas - 9 - Categoria: Incesto - Votos: 7
12712 - Sedutoras e Marrentas - 10 - Categoria: Incesto - Votos: 8
12772 - Sedutoras e Marrentas 12 - Categoria: Incesto - Votos: 5
12820 - Resumo de contos escritos por Tom Jones - Categoria: Incesto - Votos: 1
12909 - Sedutoras e Marrentas - Parte Final - Categoria: Incesto - Votos: 5
12991 - A Excursão - 1 - Categoria: Incesto - Votos: 6
13136 - A Excursão 2 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13188 - A Excursão 3 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13197 - A Excursão 4 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13216 - A Excursão 5 - Categoria: Incesto - Votos: 6
13263 - A Excursão 6 - Categoria: Incesto - Votos: 4
13291 - A Excursão 7 - Categoria: Incesto - Votos: 4
13298 - A Excursão 8 - Categoria: Incesto - Votos: 4
13324 - A Excursão 8.1 - Categoria: Incesto - Votos: 4
13334 - A Excursão - oito - Categoria: Incesto - Votos: 4
13360 - A Excursão oito-2 - Categoria: Incesto - Votos: 1
13374 - A Excursão 9 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13392 - A Excursão10 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13429 - A Excursão 11 - Categoria: Incesto - Votos: 3
13478 - A Excursão 12 - Categoria: Incesto - Votos: 6
13509 - A Excursão 13 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13520 - A Excursão 14 - Categoria: Incesto - Votos: 4
13543 - A Excursão 15 - Categoria: Incesto - Votos: 4
13573 - A Excursão 16 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13676 - Próximo conto de Tom Jones - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
13787 - A ninfeta e o bad boy -1 - Categoria: Incesto - Votos: 2

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico tom jones

Nome do conto:
Sedutoras e Marrentas - 5

Codigo do conto:
12521

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
19/05/2011

Quant.de Votos:
6

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


mulher bududa bucetona fudenofoi encoxar e astrupoucontos eroticos escravizada pelo office boyconto erorico filha cuzinho chorou kagou no palme apaixonei pelo um bandido conto heroticoesposa só quer um pau xgconto gay garganta profundaconto meu vizinho novinhopirocas de jumentoconto erótico linguada buceta mel esfregar dedoconto erótico Figueira chupar minha rola pela primeira vezconto gay -o gordinho rabudo novinhohistorias em quatrinhos eroticos legal pra lercontos eroticos gay meu tio de dezessete me comeu bebado quando eu tinha oito anosA força contosEróticospornô.comcontos eroticos de santinhasContos eróticos selecionadosdeixei meu cunhado gozar na minha bucetawww.contos eroticos mae pede pro filho casula pauzodo comer cu deladei a buceta para meu pai e casei com elequadrinho erotico a confissão 3xupei pau no cinema contouhhhhh nenem que peito enfermeiracontos gravidas trai fotosContos eroticos eu flagrei a minha sobrinha casada com outrovídeo pornôs de contos eróticas a filha de calígulasacanagem em quadrinho erotico pai fudedo com a sua filhaconto de sexo aventura. de cornopelado na Rua, Contoslanterneiro conto gaycomtoerotico trasparenteincesto tio ginecologista bolinando sobrinha de doze anoscontos eroticos fudi minha gestante devido meu pai nos abandonagarototranzcontos eroticos mariano baccardicontos eróticos de tia gostosa dormindo de conchinha sobrinhocontos erotico corno assumidoscomeu a tia bebada xgesposas casadas se depilar contos eroticosquadrado erotico mae e filh 2017incesto pai fode filha de oito anos depois do balletA minha esposa mim traiu e eu castiguei ela contos eroticosquadrinhos insestos matando a saudadeimagens de rolas eretas e jorrando porracontos eroticos castiguei miha mae na picafotos gays de homens soltando muito leitinho da cabeça de suas piroconasconto erotico ensinando a neta a dirigirconto erotico avo comeu a neta a forçaconto porno da casada enrabada por cacete de 30cmminhamulhenuarabuda viajante contos eroticosfoto de pornô negra caçando arreganhada de saiacontos eroticos flagrei gaymandei meu irmao novinho chupa meu cuxxx cunhada tempo de ferias com cunhadocontocos erotico com viralata e fotos mulherContos gays de fio dental para os pedreiros negrosconto erotico passei a mao na tia na multidaoConto de uma casada montador de moveisConto porno putinha do velho desde de novinhacontos eroticos enteada virgemquero ver o conto erótico esposa deu o c* gritando para o maravo comendo a neta a forçaContos.eroticos.zoofilia.a.enorme.e.inchada.buceta.de.minha.cadela.Eu e meu macho padrastominha professora em quadrinhoerotico parte 5minha esposa arrumou macho chegou mandando em tudo contosminha esposa arrumou macho chegou mandando em tudo contosconto erotico fomos estrupados em familiconto gay pai e filhoporno caseiro con tuta viciadaconto erotico.com furry gayminha cunha fragou eu fudeno minha es posa e fudeu jutos no xvideocontos esposa e o negaoconto erotico tirando o atraso da tia e da maecoroacontos eroticos velha lesbica abusando de novinhacontos com fotos contos eroticosContos e fotos filhos pauzudoscdzinhas nuas fotos no clo do coroa