Punha a dois no sábado à tarde


Click to Download this video!


Sábado por volta de umas 13 horas fui pro mercado comprar algumas coisas que ia precisar pra semana. Peguei algumas coisas e logo encontrei um colega do meu trabalho antigo, o Marcos. Ele logo veio em minha direção, com um sorriso e um aperto forte de mãos seguido daquele famoso tapinha nas costas, que não chega a ser um abraço.

Marcos sempre foi um cara muito simpático e super gente boa. No trabalho, nos víamos pouco, pois trabalhávamos cada um em um setor, mas nos horários em que nos encontrávamos ou nas confraternizações da empresa, era muito firmeza pra conversar.
Logo nos primeiros minutos de conversa, me atualizou sobre como estavam as coisas na empresa e perguntou do meu novo trabalho, falou também que ficava perdido no mercado sozinho, que geralmente sua esposa ia com ele, mas ela estava viajando, visitando parentes em sua cidade natal.

Dei risada e meio que nos despedimos, nos encontramos novamente quando eu já estava indo em direção aos caixas e ele viu meu carrinho e perguntou se as cervejas que eu estava comprando era pra levar pra algum churrasco. Falei que não, ia tomar sozinho mesmo. Aí ele perguntou se podia me acompanhar, que tava muito afim de tomar uma cerveja, mas não curtia beber sozinho. Já tinha me planejado pra passar o dia sozinho, largadão, tomando cerveja e vendo pornografia, não tava muito afim de ficar jogando conversa fora e sendo legal, mas respondi automaticamente que sim. Sabe quando vc aceita um negócio depois se arrepende? Pensei: "Pronto, fudeu! Não vamos ter assunto e ainda vou perder o sábado"

Nisso, ele foi buscar mais cerveja e voltou pra fila do caixa em que eu estava. Passamos nossas compras e ele perguntou se eu sabia onde ele morava, que poderíamos ir para lá. Falei que não, mas eu seguia o carro dele. Então fomos pro estacionamento, ele entrou no carro dele e eu no meu e eu acompanhava o caminho com meu carro.

Chegando na frente do prédio, ele fez sinal para eu estacionar e entrou na garagem. Veio me recepcionar no portão de visitantes e cumprimentou o porteiro comentando o resultado de algum jogo que não lembro agora.

Subimos para o apartamento meio em silêncio, mas quando entramos, a conversa começou rolar, eu estava com as coisas de geladeira que comprei na mão e a cerveja e pedi pra guardar na geladeira dele até eu ir embora. Colocamos algumas long necks no congelador e outras na geladeira mesmo. Ele perguntou quanto tempo fazia que já tinha saído do trabalho, falei 6 meses, ele falou que o tempo passa rápido, aquelas conversas de quando não se tem assunto.

Perguntei desde quando a mulher dele tava fora e ele disse que fazia uma semana e que só voltava segunda (no caso, hoje). Falei: "Vixe, então tá foda pra você" Ele falou "pois, é" e deu risada. Conversamos sobre alguns bares novos, sobre marcas de cerveja, sobre o pessoal do trabalho até que o assunto morreu total. Levantei pra pegar mais cerveja e voltei e o silêncio continuava. Só apreciando a cerveja mesmo.

Aí ele voltou no assunto da esposa: "tá foda ficar sem a mulher aqui, cara."

Aí eu continuei: "Imagino, mas pra mim não tá muito diferente, não, viu? Quando a gente tá solteiro tem época que fica difícil, aí é uma punheta pra acordar e outra pra dormir"

"Eu já tô batendo umas três por dia" Ele falou.

"Vixe, melhor eu sair desse sofá então, deve tá grudando porra" Rimos.

"Relaxa, curto gozar na minha própria barriga e depois ficar deitado até dar coragem de ir tomar banho"

Nesse momento, comecei desconfiar que poderia rolar alguma coisa e acredito que ele também. A gente só não sabia até onde ir e ficava aquela dúvida se deveria puxar ou não.

"Então, cara. Na verdade essa cerveja que você me viu comprando pra beber sozinho era pra isso. Ia chegar em casa, ligar um pornô, abrir uma cerveja e castigar a rola na punha, vc atrapalhou o esquema." Falei fazendo graça.

"Porra, cara. Não seja por isso, vou pegar o note lá e ligar na TV, vc escolhe um pornozão ae"

Quando ele voltou, falei pra ele colocar qualquer um, mas ele fez questão que eu escolhesse. Procurei algum amador e escolhi um em que o cara começava linguando muito a buceta da mina. Depois de linguar, ele começou foder a buceta dela com ela encostada na parede, bundona empinada e gemendo muito. Os gemidos tavam deixando nós dois muito instigados, vidrados na TV e na situação, eu já dava uma alisada por cima da bermuda e via de canto de olho que ele também.

"Minha cerveja acabou, pega mais uma lá, Marcão."
"Caralho, justo agora, vc é foda."
"Pega lá, porra"

Quando ele voltou, meu pau pulsava dentro da bermuda. Me entregou a cerveja e abriu a dele e falou que eu podia liberar a rola pra fora antes que ela explodisse. Pensei: "que se foda" e já botei desabotoei a bermuda tirando o pau da cueca e alisando devagar.
Ele fez a mesma coisa e por uns dois minutos a gente ignorou o filme e ficou olhando um pro outro, a rola dele era bem parecida com a minha: média, grossa e com pentelhos, só que bem mais babona. Ele tirou a camiseta também e eu fiz o mesmo em seguida.

Voltamos nossa atenção pra TV acho que mais por vergonha do que por vontade. Mas o vídeo também tava bem bom, a mina tava cavalgando e gemendo na rola do cara com mta vontade, os peitos balançavam.

Marcos se aproximou de mim e eu fiquei sem reação, ele não falou nada, mas deu uma pegada na minha rola. Eu tirei a minha mão e deixei apenas a dele. Encostei meus braços no sofá e ele começou a me punhetar bem de levinho. Depois de um tempo batendo pra mim, perguntou se eu não topava retribuir, aí eu peguei no pau dele com a mão gelada de cerveja e o cara já se arrepiou todo, tava muito na seca mesmo.

Aos poucos, a intensidade da punheta foi aumentando e o nosso tesão também. O vídeo acabou e eu falei que era a vez dele escolher algum. Ele levantou, colocou qualquer um da lista e veio logo pegando de novo. Enchíamos a mão com a rola um do outro. Levantei e perguntei se ele topava esfregar rola com rola.
Ele topou e levantou ficando de frente pra mim.

Encostamos os paus, a pica dele babava demais, começou a melar a minha pica na hora, lubrificando a punheta, alternávamos as maos, ora ele batia, ora eu.

Minha pica lubrificada com a baba de outro parceiro dava muito tesao e a vontade de gozar começou a aparecer.
Ele perguntou se topava gozar esfregando e eu disse que sim, ele deitou no sofá e eu, por cima, passava a rola na rola dele, esfregava peito com peito, pentelho com pentelho, até a barba a gente roçou uma hora.
Depois de muita esfregação, meu pau começou a soltar uns jatos e o dele, logo em seguida, soltou uma porra bem espessa e farta. Enquanto eu ainda soltava meus jatos que foram parar no seu peitoral e pescoço.

Pegamos mais uma cerveja cada um e depois tomamos um banho juntos onde não rolou nada. No domingo, conversamos um pouco por whats e ficamos de ver se rolava "tomar uma cerveja" mais uma vez.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario beto50

beto50 Comentou em 19/02/2018

porra que delicia de brincadeira




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


97898 - Pai e filho em minha república - Categoria: Gays - Votos: 27
98110 - Casal de bears provocou e convidou pra sauna - Categoria: Gays - Votos: 12
98211 - Com o fiscal do concurso - Categoria: Gays - Votos: 9
98212 - Pai e filho em minha república 2 - com o professor - Categoria: Gays - Votos: 14
98536 - Parando pra mijar no posto de beira de estrada - Categoria: Gays - Votos: 14
99150 - Ouvindo a putaria no banheirão e gozando junto - Categoria: Gays - Votos: 9
99167 - O padrasto bombeiro do meu amigo - Categoria: Gays - Votos: 26
99182 - Pai e filho em minha república 3 - presente de formatura - Categoria: Gays - Votos: 7
99203 - O padrasto bombeiro do meu amigo 2 - Categoria: Gays - Votos: 18
101579 - Punhetando no banheirão depois da academia - Categoria: Gays - Votos: 9
103792 - Barracas armadas no camping de praia - Categoria: Gays - Votos: 12
107492 - Barracas armadas no camping de praia 2 - Categoria: Gays - Votos: 4

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico lucasjoao

Nome do conto:
Punha a dois no sábado à tarde

Codigo do conto:
112385

Categoria:
Masturbação

Data da Publicação:
29/01/2018

Quant.de Votos:
9

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


contos eroticos casadinha e o inquilino viuvoconto fiz meu marido virar corno com um amigo delecontos gay roçatravestibebadacalcinhaporno gay priminhobundudocontos eroticos meu padrasto me comeu com seu pauzaoComi um cu novinha contoSó vídeo de maior duração gays de pica grande altas gozadascontos eroticos adoro leite deles 2gosadas dentro do cucontos de grelos enormes gozando encaixadinhos num sabao gostosouma cantada no trabalho conto eroticoporno como novinhas Lesbicascontos eroticos chefe patrao dando em cima esposaconto porno corno roludocontos heroticostravesti negaopicudoCasa dos contos cornos2017Conto erotico vizinha gravidaContos de sogras gostosonasconto erotico cumplicidadenua da moz mostra buceta tirando espermaconto erotico gay tio bebadocontos eronticos baba taradaestoutrando o cabacinho da negrinhar u s mexendo no glilinho ela gozacoroa cavalona de mini short passando pano na casa com shortinho socado no cuperdi as preguinhas do cu quando era pequenaQuadrinho erotico professoraconto sobre cunhada crente e safada dando o cuzinhoporno quadrinhos sograContos eróticos de incesto mamei nos peitaos da minha irmá gravida e ela mamou no meu pauzaoPutas nuas fudendoas travestestis mas do rabao do bumbum mas linxovelho tarado contoconto erotica estrupada no quertelhistoria de contos eroticos de negao fudendo neguinha novinhac.erotico comido pelos camioneros gaycontos eroticos enteado pe de mesaconto erotico comendo a esposa necessitada do meu amigobuceta virada mozchequei em casa e mao aquentei ver minha enteada dormindo peladaconto erotico maninhacontos veridico me arrombaram, mas me vinguei do meu maridoporno gay em quadrinho piratascontos eroticos chantageada pelo megadotadoContoa Heroticos gay fodendo meu primo bundudo na adolecensiacontos de c**** esposa e seu plano eróticoquandrinho erotico fodedocom maninho contosO velhio descabaçador de mocinhas virgemcontos eroticos uma doce de cunhadaconto erotico dei o cu pro meu filhofilho come. mulher pelada de costa dormindo bebadamuito sexo e tesaoGoiânia entregador telefone gay cu conto 2017quadrinhos sexominha esposa trabalhava de medica e deu para um nego pauzudoembebedarao uma mulher muito gostosa e fuderao ela em doiscomo faço para foder a minha mae contoscontos porno reais de troca de casais de primos com brincadeira de jogos e massagem"conseguiu comer minha"contos erotico coroacasado comendo onovinhoconto erotoco dei meu cu e minha buceta para pagar a compraEdna minha vizinha safada contoContos eroticos viagem com mamãe hotel na beira da estradaConto gay novinho e os maloqueiros do bairrocontos eróticos de menina novinha menina novinha tendeuhq porno swing festcontos eroticos novinhos bebadosContospapaku dlcUltimos contos de coroadoce nanda contos eroticosconto erotico puta se apaixonosexo e traição contosmeu padrinho me comeiContospornodezoofiliaultimos contos sado[email protected]enteada nuaconto dei o cu no cinemaconfesso que ccontos eroticos chupando minha betaconntos erotecos fudei rabao de menha irmaconto corno ela deucontos eroticos colegial assediada em quadrinhosBeto Papakuquatrinho porno estrupaConto erotico novinha evangelica