Punha a dois no sábado à tarde


Click to Download this video!


Sábado por volta de umas 13 horas fui pro mercado comprar algumas coisas que ia precisar pra semana. Peguei algumas coisas e logo encontrei um colega do meu trabalho antigo, o Marcos. Ele logo veio em minha direção, com um sorriso e um aperto forte de mãos seguido daquele famoso tapinha nas costas, que não chega a ser um abraço.

Marcos sempre foi um cara muito simpático e super gente boa. No trabalho, nos víamos pouco, pois trabalhávamos cada um em um setor, mas nos horários em que nos encontrávamos ou nas confraternizações da empresa, era muito firmeza pra conversar.
Logo nos primeiros minutos de conversa, me atualizou sobre como estavam as coisas na empresa e perguntou do meu novo trabalho, falou também que ficava perdido no mercado sozinho, que geralmente sua esposa ia com ele, mas ela estava viajando, visitando parentes em sua cidade natal.

Dei risada e meio que nos despedimos, nos encontramos novamente quando eu já estava indo em direção aos caixas e ele viu meu carrinho e perguntou se as cervejas que eu estava comprando era pra levar pra algum churrasco. Falei que não, ia tomar sozinho mesmo. Aí ele perguntou se podia me acompanhar, que tava muito afim de tomar uma cerveja, mas não curtia beber sozinho. Já tinha me planejado pra passar o dia sozinho, largadão, tomando cerveja e vendo pornografia, não tava muito afim de ficar jogando conversa fora e sendo legal, mas respondi automaticamente que sim. Sabe quando vc aceita um negócio depois se arrepende? Pensei: "Pronto, fudeu! Não vamos ter assunto e ainda vou perder o sábado"

Nisso, ele foi buscar mais cerveja e voltou pra fila do caixa em que eu estava. Passamos nossas compras e ele perguntou se eu sabia onde ele morava, que poderíamos ir para lá. Falei que não, mas eu seguia o carro dele. Então fomos pro estacionamento, ele entrou no carro dele e eu no meu e eu acompanhava o caminho com meu carro.

Chegando na frente do prédio, ele fez sinal para eu estacionar e entrou na garagem. Veio me recepcionar no portão de visitantes e cumprimentou o porteiro comentando o resultado de algum jogo que não lembro agora.

Subimos para o apartamento meio em silêncio, mas quando entramos, a conversa começou rolar, eu estava com as coisas de geladeira que comprei na mão e a cerveja e pedi pra guardar na geladeira dele até eu ir embora. Colocamos algumas long necks no congelador e outras na geladeira mesmo. Ele perguntou quanto tempo fazia que já tinha saído do trabalho, falei 6 meses, ele falou que o tempo passa rápido, aquelas conversas de quando não se tem assunto.

Perguntei desde quando a mulher dele tava fora e ele disse que fazia uma semana e que só voltava segunda (no caso, hoje). Falei: "Vixe, então tá foda pra você" Ele falou "pois, é" e deu risada. Conversamos sobre alguns bares novos, sobre marcas de cerveja, sobre o pessoal do trabalho até que o assunto morreu total. Levantei pra pegar mais cerveja e voltei e o silêncio continuava. Só apreciando a cerveja mesmo.

Aí ele voltou no assunto da esposa: "tá foda ficar sem a mulher aqui, cara."

Aí eu continuei: "Imagino, mas pra mim não tá muito diferente, não, viu? Quando a gente tá solteiro tem época que fica difícil, aí é uma punheta pra acordar e outra pra dormir"

"Eu já tô batendo umas três por dia" Ele falou.

"Vixe, melhor eu sair desse sofá então, deve tá grudando porra" Rimos.

"Relaxa, curto gozar na minha própria barriga e depois ficar deitado até dar coragem de ir tomar banho"

Nesse momento, comecei desconfiar que poderia rolar alguma coisa e acredito que ele também. A gente só não sabia até onde ir e ficava aquela dúvida se deveria puxar ou não.

"Então, cara. Na verdade essa cerveja que você me viu comprando pra beber sozinho era pra isso. Ia chegar em casa, ligar um pornô, abrir uma cerveja e castigar a rola na punha, vc atrapalhou o esquema." Falei fazendo graça.

"Porra, cara. Não seja por isso, vou pegar o note lá e ligar na TV, vc escolhe um pornozão ae"

Quando ele voltou, falei pra ele colocar qualquer um, mas ele fez questão que eu escolhesse. Procurei algum amador e escolhi um em que o cara começava linguando muito a buceta da mina. Depois de linguar, ele começou foder a buceta dela com ela encostada na parede, bundona empinada e gemendo muito. Os gemidos tavam deixando nós dois muito instigados, vidrados na TV e na situação, eu já dava uma alisada por cima da bermuda e via de canto de olho que ele também.

"Minha cerveja acabou, pega mais uma lá, Marcão."
"Caralho, justo agora, vc é foda."
"Pega lá, porra"

Quando ele voltou, meu pau pulsava dentro da bermuda. Me entregou a cerveja e abriu a dele e falou que eu podia liberar a rola pra fora antes que ela explodisse. Pensei: "que se foda" e já botei desabotoei a bermuda tirando o pau da cueca e alisando devagar.
Ele fez a mesma coisa e por uns dois minutos a gente ignorou o filme e ficou olhando um pro outro, a rola dele era bem parecida com a minha: média, grossa e com pentelhos, só que bem mais babona. Ele tirou a camiseta também e eu fiz o mesmo em seguida.

Voltamos nossa atenção pra TV acho que mais por vergonha do que por vontade. Mas o vídeo também tava bem bom, a mina tava cavalgando e gemendo na rola do cara com mta vontade, os peitos balançavam.

Marcos se aproximou de mim e eu fiquei sem reação, ele não falou nada, mas deu uma pegada na minha rola. Eu tirei a minha mão e deixei apenas a dele. Encostei meus braços no sofá e ele começou a me punhetar bem de levinho. Depois de um tempo batendo pra mim, perguntou se eu não topava retribuir, aí eu peguei no pau dele com a mão gelada de cerveja e o cara já se arrepiou todo, tava muito na seca mesmo.

Aos poucos, a intensidade da punheta foi aumentando e o nosso tesão também. O vídeo acabou e eu falei que era a vez dele escolher algum. Ele levantou, colocou qualquer um da lista e veio logo pegando de novo. Enchíamos a mão com a rola um do outro. Levantei e perguntei se ele topava esfregar rola com rola.
Ele topou e levantou ficando de frente pra mim.

Encostamos os paus, a pica dele babava demais, começou a melar a minha pica na hora, lubrificando a punheta, alternávamos as maos, ora ele batia, ora eu.

Minha pica lubrificada com a baba de outro parceiro dava muito tesao e a vontade de gozar começou a aparecer.
Ele perguntou se topava gozar esfregando e eu disse que sim, ele deitou no sofá e eu, por cima, passava a rola na rola dele, esfregava peito com peito, pentelho com pentelho, até a barba a gente roçou uma hora.
Depois de muita esfregação, meu pau começou a soltar uns jatos e o dele, logo em seguida, soltou uma porra bem espessa e farta. Enquanto eu ainda soltava meus jatos que foram parar no seu peitoral e pescoço.

Pegamos mais uma cerveja cada um e depois tomamos um banho juntos onde não rolou nada. No domingo, conversamos um pouco por whats e ficamos de ver se rolava "tomar uma cerveja" mais uma vez.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario beto50

beto50 Comentou em 19/02/2018

porra que delicia de brincadeira




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


97898 - Pai e filho em minha república - Categoria: Gays - Votos: 27
98110 - Casal de bears provocou e convidou pra sauna - Categoria: Gays - Votos: 12
98211 - Com o fiscal do concurso - Categoria: Gays - Votos: 9
98212 - Pai e filho em minha república 2 - com o professor - Categoria: Gays - Votos: 14
98536 - Parando pra mijar no posto de beira de estrada - Categoria: Gays - Votos: 14
99150 - Ouvindo a putaria no banheirão e gozando junto - Categoria: Gays - Votos: 9
99167 - O padrasto bombeiro do meu amigo - Categoria: Gays - Votos: 26
99182 - Pai e filho em minha república 3 - presente de formatura - Categoria: Gays - Votos: 7
99203 - O padrasto bombeiro do meu amigo 2 - Categoria: Gays - Votos: 18
101579 - Punhetando no banheirão depois da academia - Categoria: Gays - Votos: 9
103792 - Barracas armadas no camping de praia - Categoria: Gays - Votos: 12
107492 - Barracas armadas no camping de praia 2 - Categoria: Gays - Votos: 4

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico lucasjoao

Nome do conto:
Punha a dois no sábado à tarde

Codigo do conto:
112385

Categoria:
Masturbação

Data da Publicação:
29/01/2018

Quant.de Votos:
9

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


conto erotico sexo lombradopeludoe pauzudo conto corno mansocontos eroticos meninos andando a cavalo com homens velhos e fudendo com eles em barracassexo na grécia antiga hqMinha esposa é uma vagabunda finjo não sabercorno mijado contosconto a bunda da mamae na piscinaultimos contos sadoúltimos contos eróticos gaycontos eróticos meu primo comeu minha b***** no carroconto jardineiro safado com loiramae de amigoquadrinho eroticomarvel porno em quadrinhoscontos eroticos prima com bucetinhafilho cozando na boca da maeas coxas da minha mâe contos eroticos incestoconto erotico educada para ser puta do pai meu marido e minha amiga contos eróticosgorotinhos gayconto erótico fogo no celeiroconto erotico meu namorado descobriu[email protected]conto erotico michele safadaconti erotico bisex curitibacontos de incestossaiu sangue da buceta da minha namorada quando nos estavamos trazandoboquete gozada boca contoultimos contos etoticos virgenscontos eroticos estou ficando louca de vontade de chupar meu cunhadomeladinha contoelas adoram negros parte 3Agora foi a vez do titio luiz me foder. Conto eróticosogro chupando a norabureta iinchadacontos eroyicos eu e minja mulher fudemos vom o massagistafodi gostoso/contocontos eroticos comi a titiaFotos d mulher fantaziada d putasexo com putona de fio dental com argolas na orelhafoto de homem mijano gostosoContos Sexo Coroa donzelascontos gay nóiaconto erotico c/ fotosfilha apixonada p/ paiainda bebe meu papai me deu mamar contos eroticocontos erotivos dominando a putinhaTransando com o pai do meu namorado contofotoVOVÓ NEGONA NUAcunhadinha linda gostosa me dando o cuzinho e gritando de dor e tezaodei o cuzinho bem gostoso contoscontoseroticosporno en quadrinho condo a mamaipadeiro pornContos eroticos vi meu cunhado cravado no cu da minha mulherFilha da puta comeu meu cu contojaqueline massai fazer sexooutra chance parte 3Contos bandido arrombando cu da vizinhaconto gay eu e meu irmao demos o cuolhos arregalados na pica monstrocontos eroticos de saia na motolarguei esposa e sai com.com amigo contosgayscontos eroticos cm foto minha erma me seduziu o fude ela e seu maridoconto erótico calcinha peõesdeu para o enormepinto do amigo do maridodaamigaconto esposa gozada farta no úterocontos eroticos bucetinaconto gay carona rebolei calcinhaa minha cunhada e o cavalokomik hot ngentotconto erotico/ganhei uma chupeta da vizinha espanholacontos enrabei uma cadeiranteconto erótico com pastorcontos eroticos com fotos de mulheres que tem suas bucetas peludas fazendo sexo com animais fazendo zoofeliaporno mae assediando filho rockeiroContos eroticos dopei uma menina pro meu marido chuparos policias comero minha muler porno contos eroticoconto erótico novinha fudendo com o delagadowalter comeu minha esposaencoxadas gostosas contos eroticosbanda desenhada erotica aminha prima carina 2enchi a bucetinha da minha cadela de porra/contoscomfotosconto erótico minha amante menininhaContos com a tia peludacomeram e arregacaram a buceta da minha namorada contocontos eroticos vi minha esposa me traileres casada nuasquadrinhi porno 3dcontos eroticos de cornosporno em quatrinho o prefeitofotos d mulheres so d calcinha box cm a buceta inchadameu marido pediu ajuda para desconhecido eu fui chantageada contos eroticobucetuda e e pirocudo contosnayla contos eroticosconto erótico a doce folhinha do papai contos eróticos fantasia marido bebadocontos eroticos cunhada fode com cunhado com pau gigante e aguenta 27cmconto erótico curral filhaporn contos eroticos humilhada e mijadadoce nanda contos eroticos