EMPREGADA CRENTE DA CCB parte 2


Click to Download this video!


EMPREGADA CRENTE DA CCB parte 2
Bom como prometi estou aqui de novo, este conto tem a primeira parte ok, continuando... eu ofereci a casa da chácara para eles morar já que o esposo estava desempregado e passados alguns dias ela me ligou e disse que eles ia aceitar, então eu falei olha passo ai amanhã cedo que é sábado e levo vocês até lá para vocês conhecer a casa, e aproveita e faz uma limpeza, e assim aconteceu levei eles lá o pai a mãe e as duas filhinhas uma bem novinha branquinha peitinhos começando apontar como duas agulhas ela pelo jeito não usa sutiã ainda, pois quando a vi em casa ela estava só de camiseta e sem sutiã agora estava de vestidinho e sem também eu percebi a mais velha ainda bem nova também só uns três anos mais velha que a menor os seios um pouco mais grande mas também percebi que não usava sutiã, e estava de mini blusa e uma saia da escola que ia até o joelhos, bom fomos eu apresentei a chácara para eles, e disse podem morar ai e zelar, e o senhor pode trabalhar fora e nas horas de folga vai dando uma ajeitada nas coisas, e sua esposa e as meninas sempre que eu precisar elas vão limpar minha casa lá de cima e quando eu vim aqui vez enquanto trabalhar pois aqui eu tenho sossego para estudar alguns processos ai preciso de auxílio para fazer um café tirar um pó e até fazer um almoço, e assim ficou combinado, ai eu disse, eu vou que tenho compromisso, mas na casa grande da piscina que é a minha casa tem comida na geladeira e nos armários pode fazer almoço ok, lá pelas quatro horas venho buscar vocês, assim aconteceu, lá pelas quatro fui buscar estava tudo ajeitado, ai fomos embora deixei a chave com eles para eles fazer a mudança no dia seguinte no domingo, eles disse que ia aproveita e pedir para amigos ajudarem, eu falei, ok mas só venho aqui lá por quarta feira, assim sucedeu, na quarta fui lá e o pai da família fez amizade com uns pessoal de perto e pegou umas diárias para fazer, era lá pelas quatorze horas mais ou menos cheguei pedi agua sentei na varanda de trás que dá para a porta da cozinha estava só a filha mais velha e a mãe ai perguntei do pai e da filha mais novinha a mãe falou, ele arrumou umas diárias, e a filha está na escola já conseguimos a transferência, eu falei que bom, a outra filha toda sorridente com camiseta branca e saia da escola ainda não tinha tirado o uniforme, e a mãe sempre cuidando não tirava os olhos ai disse, quer um café, eu falei aceito ela mandou a garota fazer e ficou ali na área fazendo sala para mim estava com um vestido solto e percebi que os seios estavam soltos, ai pensei nossa essas mulheres definitivamente não gostam de sutiã, mas os seios da mãe era bem mais avantajados que das garotas que estavam começando a nascer, ai meu pau foi crescendo na calça e eu estava com muita tesão, ai a menina veio me serviu e sentou a saia subiu vi as coxas dela brancas grossas bonitas seios minúsculo, pensei nossa deve ser cabacinho, ai fiz questão de abrir as pernas estava sentado na mureta da área e abri as pernas estava de calça social bem leve e o pau foi subindo a mãe que já tinha sido minha puta percebeu e já ficou vermelha eu conversando com a garota e com a mãe e ai comecei a olhar fixamente nos seios da garota nas coxas e na mãe e eu vez enquanto alisava o pau, a garota entrou eu aproximei da mãe mordi seu pescoço ela quis sair mas eu segurei e falei no ouvido dela, que filhinha gostosa você tem, ela falou, para safado, eu dei um tapa na bunda dela ela deu um gritinho ai eu enfiei a mão por baixo do vestido e peguei na buceta dela por cima da calcinha, ela saiu de perto ai eu vi a filha espiando da janela, eu sentei de volta, ai falei, olha vou subir lá na casa será que sua filha pode ir lá me auxiliar, quando a garota quis ir a mãe falou, não ela tem coisas aqui para fazer eu vou com o Dr. Eu disse ok, então vamos, ela falou, pode subindo que já já eu vou lá, eu disse, ok, ai subi, mas vi a cara da garota, ai eu sabia que ia comer o rabo da mãe eu estava muito tarado, ai deixei a janela aberta e puxei a cortina para ficar uma brecha boa sabia que a garota ia espiar, então logo ela chegou, eu falei e ai beleza, ela falou, seu tarado, você é doido acha que a menina não desconfiou, e outra coisa o senhor não é nem doido de querer fazer safadeza com minha menina, eu falei olha cala a boca, você tinha certeza que ia morar aqui e quando eu quisesse seria minha puta, ela falou, nada disso eu nem pensei nisso, eu falei cala a boca e tira a roupa e vai para o quarto, ela falou está doido, eu falei, se não fizer eu vou dar um jeito de comer suas filhas, e se você achar ruim eu mostro as belas fotos para seu marido e para suas filhas, ela falou, estou suada, eu falei, anda tira toda a roupa no quarto pega uma toalha no guarda roupa toma uma ducha rápido, mas ela vai desconfiar se eu tomar banho, eu disse, é só você não molhar o cabelo, ai ela obedeceu, rapidinho entrou no quarto de toalha ainda com uns pingos de agua por ter se enxugado mau, o corpo estava fresquinho ai tirei a roupa e ela sentada na cama de costa para a janela eu meio de lado, ela caiu de boca no meu pau, chupava que babava pelos cantos da boca, a safada estava com vontade da sacanagem, acho que nunca tinha sido uma putinha de um homem e gostou, e agora estava tendo a oportunidade de repetir, ai eu vi quando a garota começou espiar então para a mãe não perceber eu teria de manter ela sempre contra a janela, ai me deu mais tesão eu comecei a xingar ela de safada, de putinha de vagabunda e dar uns tapas na cara dela ai mandei ela ficar de pé, e abracei ela, beijei ela abraçava forte no meu corpo parecia que queria entrar dentro de mim, ai fui rodeando e coloquei ela de quatro com a bunda virada para a janela e eu de costa para a janela, ai falei se arreganha bem coloca o rosto na cama e abre bem as penas quero chupar você gostoso como fiz com você lá em casa, ai eu de rabo de olho vi a garota que estava olhando já que ambos estávamos de costa para a janela ai eu abaixei e comecei a passar a língua na bunda no cuzinho e na buceta daquela fêmea casada safada, ai ela gemia baixinho e eu dava tapas na bunda dela que gritava foi uns dez minutos ela já gemia alto e rebolava ai levantei e roçava meu pau na entrada da buceta dela ela gritava e pedia para eu enfiar tudo na bucetinha dela, ela falava, vai enfia Doutor por favor eu estou gozando vai come esta sua putinha, ai eu enfiei fui colocar ela caiu na cama gritando e gemendo porque na primeira enfiada ela gozou, ai eu cai em cima dela fiquei deitado ali mordendo seu pescoço chupando sua orelha e ouvindo ela gemer baixinho enquanto acabava de gozar e ela estremecia de tesão, eu beijava sua boca molhada e falava besteira no seu ouvido ela delirava, mas eu ainda não tinha gozado ai falei, senta quero gozar também, ai rodeei a cama e coloquei o pau duro na boca dela e falei, quero te dar leitinho na boca e olhava disfarçadamente para a janela e percebi a garota olhando e com movimentos percebi que ela estava se masturbando, ai eu enfiei fundo na goela dela e socava o pau num vai e vem gostoso e sabendo que a filhinha ninfeta seria a próxima com certeza ai enchi a boca dela de porra, ela engasgou e saiu porra pelos lados da boca, ai ela se levantou pegou o vestido, eu disse, o que vai fazer, ela falou tenho que ir, eu disse não acabamos quero sua bunda, quero o cuzinho, ela falou, está doido hoje não, eu peguei pelo braço e falei, se esqueceu que o patrão sou eu, eu dou as ordens, levei ela no mesmo lugar de antes coloquei de quatro, e chupei o cu ai cuspi nele e na cabeça do pau, e fui enfiando ela reclamava da dor, eu falei rebola que passa sua puta, ai dei uma viradinha meio de lado para a garota ver o pau rasgando o cu da mãe, com isso eu sabia que ia despertar desejo e vontade e tesão na garota porque é de novinha que se faz elas sentir vontade, e que provavelmente seria minha próxima vítima, ai ela começou a chorar e a implorar, eu sentava a mão na bunda e falava, aguenta vagabunda, ou você aguenta ou eu vou fazer suas filhinhas de putinha, ela gritava cala a boca seu safado você jamais vai tocar nas garotas, eu falei, então aguenta a minha vara no cu vadia se não quem terá de aguentar será suas filhinhas, e enfiava sem dó e fiquei ali socando uns dez minutos ela gritando gemendo e implorando até que novamente eu gozei desta vez gozei pouco mas ai cai por cima dela desfalecido e exausto ai eu gritei, pronto agora acabamos por hoje, só espera uns minutos que já deixo você ir, falei isso para dar um tempo da garota sair e chegar na casa, pois não queria que a mãe descobrisse que a filha viu toda a sacanagem, tinha mais plano para aquela casadinha e suas filhinhas ninfetas, ai deixei ela ir ela meio chorando, em lágrimas saiu andando meio esquisito, eu me vesti e fui embora, mas o melhor está por fim aguarde que vou fazer todas de puta, e está casada vou tirar da chácara um dia e levar para uns velhos amigos tarado arregaçar ela, eu sinto tesão em ver velhos tarados pausudos comer mulheres mais novas eles come com gosto, kkkk, aguardem.
Garanto que vou comer dois cabaços e dois cuzinho virgem kkkkk

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario voyspmen

voyspmen Comentou em 21/08/2017

muito bom, votei vou aguardar a 3 parte, escreva logo, abraços




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


78280 - COMI O CASAL DE NOIVOS - Categoria: Fantasias - Votos: 17
79955 - COMI A CATADORA DE RECICLÁVEL PARTE 1° - Categoria: Virgens - Votos: 14
80390 - COMI A BUNDA VIRGEM DA CATADORA DE RECICLAGEM 2º - Categoria: Virgens - Votos: 11
84833 - FIZ A CASADINHA DE PUTA RASGUEI SEU CUZINHO VIRGEM - Categoria: Traição/Corno - Votos: 6
85298 - FIZ ELA TRAIR O MARIDO PARA NÃO PERDER O EMPREGO E - Categoria: Traição/Corno - Votos: 7
86310 - MINHA PRIMEIRA VEZ COM UM CASAL - Categoria: Traição/Corno - Votos: 4
90353 - COMI OUTRO CASAL - Categoria: Fantasias - Votos: 7
90431 - COMI A ESPOSA E A FILHA VIRGEM DO MEU PEDREIRO 1º - Categoria: Traição/Corno - Votos: 8
90436 - COMI A ESPOSA E A FILHA VIRRGEM DO MEU PEDREIRO 2º - Categoria: Virgens - Votos: 8
90746 - COMI A ESPOSA E A FILHA VIRGEM DO MEU PEDREIRO 3º - Categoria: Fantasias - Votos: 10
90841 - ARREGACEI AS PREGAS DO RABO DO MEU ESTAGIÁRIO NOVI - Categoria: Virgens - Votos: 6
91637 - A CASADA TRAIU O MARIDO PARA TIRAR DA CADEIA parte - Categoria: Traição/Corno - Votos: 4
91911 - A CASADA TRAIU O MARIDO PARA TIRAR DA CADEIA parte - Categoria: Traição/Corno - Votos: 5
92391 - O NOIVO TRAIU A NOIVA, E A NOIVA TRAIU O NOIVO NA - Categoria: Traição/Corno - Votos: 5
93011 - COMI A ESPOSA DO MEU TIO COM ELE DENTRO DE CASA - Categoria: Traição/Corno - Votos: 17
93323 - ARREGACEI O CÚ DA ESPOSA DO MEU SOBRINHO - Categoria: Traição/Corno - Votos: 14
94615 - COMI A CUNHADA NO QUARTO AO LADO E VOU COMER AS FI - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
94781 - COMI A CUNHADA E AS FILHAS VIRGEM PARTE 2 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
94970 - COMI A CUNHADA E AS FILHAS VIRGEM PARTE 3 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 4
96286 - COMI O NAMORADINHO DA MINHA SOBRINHA - Categoria: Virgens - Votos: 15
103732 - EMPREGADA CRENTE DA CCB - Categoria: Traição/Corno - Votos: 24
104310 - A CASADA TRAIU O MARIDO PARA TIRAR DA CADEIA PARTE 3 - Categoria: Virgens - Votos: 3
104519 - ARREGACEI O CÚ DA ESPOSA DO MEU SOBRINHO parte 2. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 11

Ficha do conto

Foto Perfil marcussex
marcussex

Nome do conto:
EMPREGADA CRENTE DA CCB parte 2

Codigo do conto:
105036

Categoria:
Traição/Corno

Data da Publicação:
19/08/2017

Quant.de Votos:
10

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


filho cozando na boca da maeconto erotico do mendigoConto esposa sem calcinhaperdi as preguinhas do cu quando era pequenaTransando com o pai do meu namorado contofotoquadrinhoseroticosrealconto erótico estrupo na lua de meucontos eroticos coroa casada bancaria traiu com seu clientefotos e videos no dwolland gaucha safadaconto erotico em quadrinho encostando no onibusputinhodecuritibacontos eroticos foderam minha filhinhacontos eróticos na praia mãeminha mãe irmã vovó conto eróticofui violentada mas acabei gostandoeu lia conto erotico de cornoultimos conto sadoconto eroticos gay dei meu cu a meu irmãoContos erótico meu pau e enorme mas a sogra quisConto erotico Bernado e Manuelagay femboy dolaceradoconto porno velho roludocontos eroticos reais dividindo o quartode hotelcontos eroticos sobrinhas cheiradorasminha esposa com meu amigo pauzudoconto de rasguei o cu da minha empregadaContos eroticos bulinando minha enquanto ela fingia dormirFudi meu tio no jardim contos eroticos de gaysputa.arrombadacontossado de submissao realfestival de fodelana hentaContos eróticos de gai com dotados negãocontos eroticos pescariaconcunhadacontoeroticoContos eroticos com gays e travestis negros dotadosEle me comeu e levou minha calcinha e se meu marido descobrir conto eroticocontos eroticos de velhos que praticam lactofiliamãe dando para o filho foda gostosaeu tirei meu cabaco com meu tiocontos de crentinhacontoscom fotos travecas safadascontos eroticos goza dentro no fundo da minha bucetacontos com fotos fodi esposa do meu inclinocontos eroticos brincando peladoConto erotico cornoultimos contos sadoContos Eróticos De Comendo A Verafamilia favela em dividindo o banheirofui corno na praia de ponta negracontos eroticos fodendo a vendedora de rifas novinhacontos eroticos inversaona bunda da gorda contosgibi porno uma coroa muito sorxvidio rascanto o cucontos gay um lobo me comeucontos eroticos reais dividindo o quartode hotelultimos contos sadoconto erotico esposa fiel no onibusconto compartilhei minha esposahq porno tutora o'malleycontos comi minha filha de menocontos erotico-inteirinha pra vocêxxx comics bulmacontoeroticodouglas contos gay me apaixonei pelo meu cunhado novinho hetero que me humilhavanora bunda gostosa provacando sogro conto eroticoContos eróticos:meu querido professorerotico meu paimamae boqueteira conto pornox esposa confessa que traiu marido com um payzudo na frente deleconto lambendo porra