TARAS E TARADAS III (Cont.)


Click to Download this video!


- Imagina, meu querido isto tudo enterrado no seu cuzinho.
Estas foram as últimas palavras de Sônia, segurando o cacetão de Adamastor, que por sinal causaram estranhesa e que Sônia prometeu mais tarde se justificar. Largando aquela "coisa", completou:
- Vamos nos acalmar, que o ambiente está pesado; voltemos aos nossos lugares e calmamente vamos continuar a ouvir a estória de Adamastor.
Todos sentaram nos seus lugares e Adamastor se recompondo, guardando de novo o seu pintão dentro das calças falou:
- Onde mesmo eu estava?
- No ponto em que você acabara de esporrar e a jóvem dissera que você estava devendo uma, porque tinha gozado e ela não - falou Sônia.
- Exatamente. Aí eu, ainda, totalmente tonto e incrédulo no que estava acontecendo, falei quase que gaguejando: E como você vai querer que eu pague.
- Bem seu padre, eu vou querer que o senhor vá a minha casa terminar esta confissão, amanhã se possível.
- E como isso será possível e seus pais?
- Minha verdadeira mãe já é morta e meu pai casou com a minha madrasta atual, uma senhora já idosa, com cerca de 50 anos.
- Então, como eu poderei ir a sua casa, sem eles perceberem?
- Meu pai trabalha o dia inteiro e só chega em casa à noite e minha madrasta está subjugada às minhas vontades, eu faço o que quero e ela não diz nada.
- Como assim?
- Desde que eu a flagrei, a cerca de um ano, ela na cama com o padre Tibério, fazendo misérias. Lembra-se do Tibério, foi seu antecessor.
- O que o Tibério estva fazendo com sua mãe na cama?
- Tudo o que se possa imaginar. Fiquei um bom tempo espionando, até dar o flagrante: ela chupava o pau dele, ele chupava a buceta dela, fuderam, ela tomou no cú enfim tudo. Depois disso eu a tenho nas minhas mãos e, portanto o senhor pode ir lá em casa amanhã depois do almoço que eu estarei esperando.
No dia seguinte- continuou Adamastor- às 14:00h eu estava batendo na porta dela: quem veio atender foi uma senhora de meia idade, gorda, seios enormes e caidos, cabelos pintados, vestindo um robe vermelho de tecido grosso, era a madastra da jóvem; ela, então, falou:
- O senhor é o padre Adamastor, não é? Me desculpe mas eu não tenho mais frequentado a igreja, o senhor veio confessar minha enteada, não? Meu nome é Margarida, pode entrar, que ela está esperando o senhor lá dentro do quarto. fique a vontade.
Quando eu entrei no quarto, que tinha uma cama e diante desta uma cadeira de espaldar, não ví ninguem, dei dois passos a frente e, então, ouvi aquela vóz de menina:

- Eu estou aqui, seu padre- ela estava colocada junto a parede ao lado da porta- veja eu estou com o mesmo uniforme de ontem e, também sem soutien, sem calcinha.
E dizendo isso foi desbotoando sua blusa até mostrar, aos meus olhos sedentos, aquele par de seios maravilhosos, grandes, mas duros e para mostrar que estava sem calcinha levantou por instante sua saia, mostrando uma vagina encantadora, quase que totalmente raspada.
- Bem vamos fechar esta porta para que ninguem nos incomode.
Dizendo isso, encostou a porta e fingiu passar a chave, conforme mais tarde viria a descobrir e falou:
- Senta aqui nessa poltrona que eu vou me cofessar.
Eu, então, me sentei e ela abrindo minhas pernas se ajoelhou entre elas e começou a desabotoar a minha batina na altura da virilha, de modo que permitisse a retirada do meu sexo. Quando o mesmo estava completamente livre ela se espantou terrivelmente e balbuciou:
- Seu padre, estou estufefata, Ontem eu só pude sentir o tamanho dessa "porra", mas hoje estou vendo com meus olhos incrédulos essa aberração, que ainda está meio mole e que eu vou ter que endurecer para a minha satisfação. Eu confesso, seu padre, eu passei a noite pensando e antevendo esse caralho e em sonho, chupando-o, enfiando-o na minha buceta, no meu cú, etc. Eu acho que gozei umas três vezes.
E sem mais delongas ela botou o bicho na boca e começou a chupa-lo.
Espantei-me com a maestria da jóvem, que engulia quase que a metade do meu pau, engasgando às vezes. Tirando um pouco de sua boca e olhando para ele, exclamou.
- Veja seu padre: ele já está bem durinho e cresceu, ainda, mais. Só consegui ir até a metade, mas eu prometo que com a prática eu vou engoli-lo todinho, enterrando pela minha garganta abaixo.
Ela, então, se levantou e em dois gestos rápidos se despojou de sua blusa e de sua saia, ficando inteiramente núa na minha frente. Completamente tresvairado, me levantei e com golpes rápidos abri todos os botões da batina, que vestira em cima do corpo, sem nada em baixo e a arranquei-a fora, também, ficando nú diante dela: ela fitando extasiada o meu cacete, que duro apontava em sua direção, como querendo ataca-la e eu por sua vez embevecido com a beleza daquele corpo de menina.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


1033 - TARAS E TARADAS II (Cont.) - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 4
1064 - TARAS E TARADAS IV (CONT.) - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 2
1244 - TARAS E TARADAS V(cont.) - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 2
1672 - Pri,eiro punheta, depois...II - Categoria: Incesto - Votos: 3
1840 - COMEU SEM SABER QUE ERA O CÚ DA MÃE - Categoria: Incesto - Votos: 6
1841 - COMEU SEM SABER QUE ERA O CÚ DA MÃE(ii) - Categoria: Incesto - Votos: 5
1847 - COMEU SEM SABER QUE ERA O CÚ DA MÃE. (III) - Categoria: Incesto - Votos: 7
1850 - COMEU SEM SABER QUE ERA O CÚ DA MÃE.(IV) - Categoria: Incesto - Votos: 7
1851 - COMEU SEM SABER QUE ERA O CÚ DA MÃE.(V) - Categoria: Incesto - Votos: 7
1996 - CURRADO NO CINEMA - Categoria: Gays - Votos: 4
1998 - CURRADO NO CINEMA II(CONT.) - Categoria: Gays - Votos: 4
1999 - CURRADO NO CINEMA(CONTINUAÇÃO) - Categoria: Gays - Votos: 7
2007 - CURRADO NO CINEMA(FINAL) - Categoria: Gays - Votos: 7
2290 - MEU IRMÃO FOI MEU PRIMEIRO HOMEM II(CONT.) - Categoria: Incesto - Votos: 3
2309 - MEU IRMÃO FOI MEU PRIMEIRO HOMEM III(CONT.) - Categoria: Incesto - Votos: 2

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico rela877793

Nome do conto:
TARAS E TARADAS III (Cont.)

Codigo do conto:
1046

Categoria:
Grupal e Orgias

Data da Publicação:
26/03/2003

Quant.de Votos:
3

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


conto erótico ilustradoContos eroticos eu flagrei a minha sobrinha casada com outroconto errorico scatconto erotico ninfeta chantagemcu grande conto eróticocontoerotico safadapeituda de conchinha (contos).meninas da buceta piquena e apertada virgemcontos de chorei com a pica de meu avô no cutraiu marido com cachorro pauzudo na barracaContos eroticos eu e meus amigos arrombaram a mamãegayzinhos contando como foi que perderam o cabaçocontoeroticodfConto erotico o corno nao acreditou quando viu a esposa gorda aguentar 27 centimitros de pica dentra delaconto roludo regacou minha esposaconto sobrinha legalContos eroticos de loiras e suas fotosquadrinho eroticos de desenho animados em hentai o pirocudo gozando dentrocontos eroticas professora e alunoporno de nuas de margarinas ate no cu da amigasQuadrinho erotico a cu invocante 2 2nao resisti o carinhos e os ecantos do meu filho pornocontos eroticos viadinho da gurizada da,ruacontos eroticos de incesto pai encoxado a filha de shortinho curto atolado no raboconto esposa do amigo gayxvideo deixando a bucetinha dodoi e inchadapegou domestica dopada e estrupou o cu delaperdi as preguinhas do cu quando era pequenaSexo penis contoconto erotico com o avocontos eroticos cu gay dedo colo 12comendo mulher do amigo quadrinhosconto erotico gay em bertiogaquadrinhoerotico a safada contou seus pecados parte 2contos eroticos pensa nim pau gostosowww.contos de incesto deixei titio chupar minha bucetinhagordinha bucetuda metendo obijeto grande na buceta conto eroticodei o troco no meu marido na cachoeira contoscontos eroticos incesto bundudapornomulhe rocacaipira dorminoContos gay pau pequenonifeta safada contos eroticos hentay 2017 papai comendo a bucetinha da filinhasua mãe tem necessidade ponodoidoeu e a sogra contosquadrinhos eroticos a cu invocante 1porno mae assediando filho rockeiroContos e fotos de tias e sobrinhos pauzudoscontos eroticos gays o motoristacontos eróticos massagista casada abusadaporno bang gang contos eroticosconto bunda gigante carnudapeitos pequenos com rodelas grandesconto engoli porraconto porno gravida cu medicocontos erótico sogra bucetuda só de calcinhathiagoonoivomilftooncontos pornos mamae carenteporno mae e filha transformadas em puta contoContos de incesto com sobrinha gravida do tio e se casaraoconto erotico raquel morena deliciosaconto erotico mulher estrupadorawww.conto incesto comi minha irmaultimos contos sadocomo meu tio me viciou na rola dele gaygordinha gostoza bateno síriricacontos hentai incestoConto erotico engravidei minha mãeconto erotico ponta grossa prcontos eroticos peituda da escolacaminhoneiro coroa metendo gostosoconto casada engolindo porraLapis na buceta contomamei o pau do amgo do marido conto eróticoperdi as preguinhas do cu quando era pequena