TARAS E TARADAS III (Cont.)


Click to Download this video!


- Imagina, meu querido isto tudo enterrado no seu cuzinho.
Estas foram as últimas palavras de Sônia, segurando o cacetão de Adamastor, que por sinal causaram estranhesa e que Sônia prometeu mais tarde se justificar. Largando aquela "coisa", completou:
- Vamos nos acalmar, que o ambiente está pesado; voltemos aos nossos lugares e calmamente vamos continuar a ouvir a estória de Adamastor.
Todos sentaram nos seus lugares e Adamastor se recompondo, guardando de novo o seu pintão dentro das calças falou:
- Onde mesmo eu estava?
- No ponto em que você acabara de esporrar e a jóvem dissera que você estava devendo uma, porque tinha gozado e ela não - falou Sônia.
- Exatamente. Aí eu, ainda, totalmente tonto e incrédulo no que estava acontecendo, falei quase que gaguejando: E como você vai querer que eu pague.
- Bem seu padre, eu vou querer que o senhor vá a minha casa terminar esta confissão, amanhã se possível.
- E como isso será possível e seus pais?
- Minha verdadeira mãe já é morta e meu pai casou com a minha madrasta atual, uma senhora já idosa, com cerca de 50 anos.
- Então, como eu poderei ir a sua casa, sem eles perceberem?
- Meu pai trabalha o dia inteiro e só chega em casa à noite e minha madrasta está subjugada às minhas vontades, eu faço o que quero e ela não diz nada.
- Como assim?
- Desde que eu a flagrei, a cerca de um ano, ela na cama com o padre Tibério, fazendo misérias. Lembra-se do Tibério, foi seu antecessor.
- O que o Tibério estva fazendo com sua mãe na cama?
- Tudo o que se possa imaginar. Fiquei um bom tempo espionando, até dar o flagrante: ela chupava o pau dele, ele chupava a buceta dela, fuderam, ela tomou no cú enfim tudo. Depois disso eu a tenho nas minhas mãos e, portanto o senhor pode ir lá em casa amanhã depois do almoço que eu estarei esperando.
No dia seguinte- continuou Adamastor- às 14:00h eu estava batendo na porta dela: quem veio atender foi uma senhora de meia idade, gorda, seios enormes e caidos, cabelos pintados, vestindo um robe vermelho de tecido grosso, era a madastra da jóvem; ela, então, falou:
- O senhor é o padre Adamastor, não é? Me desculpe mas eu não tenho mais frequentado a igreja, o senhor veio confessar minha enteada, não? Meu nome é Margarida, pode entrar, que ela está esperando o senhor lá dentro do quarto. fique a vontade.
Quando eu entrei no quarto, que tinha uma cama e diante desta uma cadeira de espaldar, não ví ninguem, dei dois passos a frente e, então, ouvi aquela vóz de menina:

- Eu estou aqui, seu padre- ela estava colocada junto a parede ao lado da porta- veja eu estou com o mesmo uniforme de ontem e, também sem soutien, sem calcinha.
E dizendo isso foi desbotoando sua blusa até mostrar, aos meus olhos sedentos, aquele par de seios maravilhosos, grandes, mas duros e para mostrar que estava sem calcinha levantou por instante sua saia, mostrando uma vagina encantadora, quase que totalmente raspada.
- Bem vamos fechar esta porta para que ninguem nos incomode.
Dizendo isso, encostou a porta e fingiu passar a chave, conforme mais tarde viria a descobrir e falou:
- Senta aqui nessa poltrona que eu vou me cofessar.
Eu, então, me sentei e ela abrindo minhas pernas se ajoelhou entre elas e começou a desabotoar a minha batina na altura da virilha, de modo que permitisse a retirada do meu sexo. Quando o mesmo estava completamente livre ela se espantou terrivelmente e balbuciou:
- Seu padre, estou estufefata, Ontem eu só pude sentir o tamanho dessa "porra", mas hoje estou vendo com meus olhos incrédulos essa aberração, que ainda está meio mole e que eu vou ter que endurecer para a minha satisfação. Eu confesso, seu padre, eu passei a noite pensando e antevendo esse caralho e em sonho, chupando-o, enfiando-o na minha buceta, no meu cú, etc. Eu acho que gozei umas três vezes.
E sem mais delongas ela botou o bicho na boca e começou a chupa-lo.
Espantei-me com a maestria da jóvem, que engulia quase que a metade do meu pau, engasgando às vezes. Tirando um pouco de sua boca e olhando para ele, exclamou.
- Veja seu padre: ele já está bem durinho e cresceu, ainda, mais. Só consegui ir até a metade, mas eu prometo que com a prática eu vou engoli-lo todinho, enterrando pela minha garganta abaixo.
Ela, então, se levantou e em dois gestos rápidos se despojou de sua blusa e de sua saia, ficando inteiramente núa na minha frente. Completamente tresvairado, me levantei e com golpes rápidos abri todos os botões da batina, que vestira em cima do corpo, sem nada em baixo e a arranquei-a fora, também, ficando nú diante dela: ela fitando extasiada o meu cacete, que duro apontava em sua direção, como querendo ataca-la e eu por sua vez embevecido com a beleza daquele corpo de menina.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


1033 - TARAS E TARADAS II (Cont.) - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 4
1064 - TARAS E TARADAS IV (CONT.) - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 2
1244 - TARAS E TARADAS V(cont.) - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 2
1672 - Pri,eiro punheta, depois...II - Categoria: Incesto - Votos: 3
1840 - COMEU SEM SABER QUE ERA O CÚ DA MÃE - Categoria: Incesto - Votos: 6
1841 - COMEU SEM SABER QUE ERA O CÚ DA MÃE(ii) - Categoria: Incesto - Votos: 5
1847 - COMEU SEM SABER QUE ERA O CÚ DA MÃE. (III) - Categoria: Incesto - Votos: 7
1850 - COMEU SEM SABER QUE ERA O CÚ DA MÃE.(IV) - Categoria: Incesto - Votos: 7
1851 - COMEU SEM SABER QUE ERA O CÚ DA MÃE.(V) - Categoria: Incesto - Votos: 6
1996 - CURRADO NO CINEMA - Categoria: Gays - Votos: 4
1998 - CURRADO NO CINEMA II(CONT.) - Categoria: Gays - Votos: 4
1999 - CURRADO NO CINEMA(CONTINUAÇÃO) - Categoria: Gays - Votos: 7
2007 - CURRADO NO CINEMA(FINAL) - Categoria: Gays - Votos: 7
2290 - MEU IRMÃO FOI MEU PRIMEIRO HOMEM II(CONT.) - Categoria: Incesto - Votos: 3
2309 - MEU IRMÃO FOI MEU PRIMEIRO HOMEM III(CONT.) - Categoria: Incesto - Votos: 2

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico rela877793

Nome do conto:
TARAS E TARADAS III (Cont.)

Codigo do conto:
1046

Categoria:
Grupal e Orgias

Data da Publicação:
26/03/2003

Quant.de Votos:
3

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


conto erotico filha deixa mae com tesaover contos eróticos minha irmã bududacontos eroticos comi minha irma agataconto erortico engravidei minha maedesejo de Hannah 5conto erotico gay fofinhoContos eroticos fui fodida pelo encanadorestória cu irmãzinhaincesto tio ginecologista bolinando sobrinha de doze anosQuadrinho porn negroietorias de mulher que deu o cu virgem e nao aguentou o pau no cu com fotospela primeira vez fomos a um cinema porno conto portugal sexoincesto quadrinhos irmaos virgenscontos eroticos padrinho agora quer todo diaconto chupando amigo maconheiroconto erotico meu filho e amigosconto erotico vovoporno conto mamae senhora putacontos eroticos barbeiro raspando a nuca de uma mulherContos eroticos bizarros: pau hiper gigante me arromboucomercuegostosoxvidios com menanas virge lindatirei foto da mia filha e bate uma punhetacontos papaku[email protected]Comtoseroticos afreiracontos de filhos e mães pelados na praia de nudismo[email protected]conto erotico com neguinha da rocacontou.erotico.com.conhada.cogra.foto.sexocontos eroticos de rabo inocentecontos eroticos sou fogosa me fuderam no clubemulheres chupando pica de cavalocontos herotico dividaengeado cagou no meu pau contocontos eroticos comendo cu da irma com o irmaoconto erotico pastorconto incestoentrei no quarto da mae comi ela em quanto papai dormiameu genro tirou virgidade cu contoconto comi amiga da minha namoradaconto viado corno putaquatrinhos do t.zConto ui ui ui mete tioContos erótica, ai tio deixa eu pegar no seu pauConto erotico casal de coroasporno Anime comicfotosexo quadrinho mae filhogay passivo volta redonda 2017contos eroticos com fotos pag 148fudendo a sogra quadtinhodconto erotico enfiando 23cm de pica na cumadreeu confesso encostou a pelvis puxando pela bundac.erotico comido pelos camioneros gaycontos eroticos com videos. deichei meu marido fuder a minha amigacontos eroticos eu feia e gordaPorno contos incesto papais mamaes iniciando suas bem novinhas no banho na camaprofessora safada_quadrinho eroticoconto fudendo crossdessermarido da boa noite cinderela pra filha e abusa dela contos eroticosporno mae assediando filho rockeirocontos comeno minha mae no matocontos eroticos minha cunhada dava pra mim sempre que minha esposa dormia pois ela mora conoscocontos a namorada do amigo era a nossa putaúltimos contos eróticos gaycasado roludo gssestorias di zoofilia co caxorros bei dodadoConto Erótico travestri Dotadaultimos contos sadomazoquistacontos+de+casada+querendo+pau+de+negroConto casada atacada pelo pedreiroConto erotico santinhaconto erotico carnaval calcinhameu cachorro metirou cabaco contocoroa suplica rola do negaoHQ porno justincontogayporno gay contos pedreiroporno minha. mãe tá. medeixano malucoconto gay cueca aparecendotitia é de mais contosfilhaputacontoo desmarcado me arrombou conto gayContos eróticos amor a primeira vista lesbicoporn contos eroticos humilhada e mijadaxvedeo porno gay ponhetacontos eroticos gay dei para motorista do ubercontos eróticos na voz de Julho amêndoas de mulheres que gostam de trepar dentro do ônibusconto erotico estudio fotografico do papaimadrinha ajuda filhado a gosar contosas travestestis mas do rabao do bumbum mas linxocontos milf escapadinhaprofessora e aluno quadrinho pornomulher fodendo com o ginecologista frente ao seu marido e ele nao reparaCANTOS FOTOS EROTICAS DE COLEGIAS NOVINHAS COM NEGAO PIROCUDOcontos fudendo a mae e a sogrameu namorado me comeu com agresividade e eu gostei contoconto erotico transei com o namorado da minha amiga ele e lindohistoria em quadrinho que movimento para uma boa masturbaçao