O Alfa Africano das quatro paredes.


Click to Download this video!


Minha experiência com este negro maravilhoso aconteceu no carnaval. Só contei agora por falta de tempo mesmo. Sempre que posso conto o que apronto. Como já falei, vocês saberão quando é um conto real ou lúdico. Este é real.

Estava eu num Glory Hole com todo o meu charme, caçando, paquerando, chupando e cheirando rolas pelos buraquinhos do prazer. Sempre vou lá porque é lugar de homens discretos que gostam de descarregar suas taras com outros machos. Nesse dia eu tinha chupado apenas um cacete de um cara que entrou, me olhou e deu sinal para eu me enfiar na cabine. Saí satisfeito e o macho claro, Feliz e sorridente.

Saí da cabine e me encostei na parede pois, sabia que iriam chegar mais homens. E como meu instinto de macho-viado não falha, logo entrou um negro. Alto, 183 mts mais ou menos, magro,, charmoso. A princípio não percebi que era nigeriano. Foi até o final do corredor e voltou duas vezes passando por mim e nem me notou. Como eu sou descarado e imoral, soltei meu charme para atraí-lo. Quando ele ia andar pela terceira vez, me movimentei para que ele percebesse que eu estava lá. Não deu outra. Me olhou e percebeu o que eu estava querendo. Parou e me atraiu para dentro da cabine. Da mesma cabine.

Diji era seu nome. Foi aí que percebi que era africano. Puta que pariu!!!! Não acreditei. Estava prestes a realizar meu sonho de me deitar com um africano. Eu achava meio impossível pois, eles não dão pinta e a nossa comunicação com eles é zero. Na hora me arrepiou a espinha e fiz o que todo sem-vergonha faz quando quer foder gostoso. Chamei Diji para ir a um hotel. No início não quis mas, na segunda tentativa disse sim. Putis não acreditava nisso. Saímos em direção à Rua rego Freitas, onde tem vários hoteis fuleiros e baratos, do jeito que gosto.

Entramos. Fiquei surpreso quando o negão me abraçou e começou a me beijar. Parecia um sonho mesmo. Tudo estava maravilhoso demais. Rapidamente ficamos nús. E como já era de se esperar, diji pôs sua tora pra fora. Gente, que toooooora...Vocês vão ver nas fotos. Sim, porque eu disse que vocês vão saber quando é verdade ou lúdico. Esse em especial deixou eu tirar as fotos. Naõ perdi tempo. Caí de boca na geba no africano. Suculenta, cheirosa, saborosa e adocicada. Abocanhei com tanto gosto que podia sentir seu esperma rodear seu escroto, querendo sair, pedindo liberdade. Diji gemia gostoso e segurava minha cabeça enfiando o talo até minha goela. Não reclamei, pelo contrario, fiquei quietinho realizando meu sonho. Aproveitei cada centímetro. Acho que tinha uns 22 cm. Que rola.

Fiquei uns 30 minutos saboreando sua tora. Quando diji me pega pelo braço e me joga na cama. Ele percebeu o que eu queria. Entendeu o que eu estava buscando. Deitou-se sobre mim e me beijoui novamente. Gente, que beijo maravilhoso. Os africanos são lindos e maravilhosos. ME apaixonei por este deus negro da Nigéria. Ele sabe tratar uma bicha muito bem. Mas claro que, como um bom viado que sou e um instinto apurado, eu sabia que não ia passar daquele quarto de hotel.

Diji me beijava, me abraçava com seus braços cheios de músculos, parecia que estávamos em lua de mel. Em cima da cama, nús e cheios de tesão. Me forçou a ficar de quatro. Pediu com seu sotaque para eu empinar bem. Abria e fechava minha bunda com suas mãos grossas. Parecia estudar o campo onde ia minar. Pôs a camisinha com muita tranquilidade, segurando minha bunda para eu não sair da posição. Como ele percebeu o quanto puta eu sou, deu dois tapas em minahs nádegas. Adorei é claro. Dei uma olhada de bicha pra ele. E ficou louco.

Diji se posicionou em pé com as pernas abertas sobre mim. Chiiiii, eu já sabia o que ia acontecer. Dito e feito. Foi se agachando com seu talo em direção da minha cuceta. Pincelou a cabeça por alguns segundos. Meu buraco de viado-macho não é tão arrombado o quanto eu queria, por isso fiquei preocupado. Mas, Diji estava tão carinhoso que eu tinha certeza que não ia doer tanto. Engano meu. Numa estocada só, sem dó nem piedade, ele fincou seu talo em mim. Foi a dor da looucura. Fiquei tão alucinado, dei um grito tão alto que precisou o negão tapar minha boca. Ele não saiu de dentro de mim. Me segurou com força. Só pude esperar, sentindo aquela dor do caralho. Acho que Diji ficou dentro de mim parado uns 30 segundos. Me abraçou, beijou minha nuca. Mas logo começou a bombar pedindo para eu voltar na posição de quatro. Obedeci né.

A esta altura já estava acostumado com o cacete dele dentro de mim. Diji começou a estocar devagar, bem calmamente. Fui sentindo aquele homem dentro de mim deliciosamente. Cada centímetro do seu talo passava pelo meu anel mágico, o qual faz os homens se apaixonarem. Meu homem foi acelerando as estocadas e quando eu percebi, estava me segurando pelo pescoço, como se quisesse me enforcar. Começou a bombar tão forte que não tinha como eu gemer. Me enforcava e bombava. De repente senti sua mão na minha cara. Que homem lindo, maravilhoso. Estava me maltratando. Sendo o alfa das quatro paredes. Eu não podia sair dali, e nem queria.

-Estupro, estupro. Dizia Diji. - Estupro, estupro.

Ahhhh, agora entendi, ele estava me estuprando. Puta que pariu.

Das duas horas que paguei. (sim, sou eu que pago o hotel para meus machos) uma hora e meia foi de meteção. Me fodeu de frango, de lado, em pé. Fizemos um intervalo apenas para tomar um banho mas, logo estavamos na cama novamente. Terminamos na posição de quatro e precisávamos gozar. Diji anunciou que queria gozar e eu já preparei meu grelo gigante (pinto) para gozar também. Deitamos na cama, um do lado do outro, como dois apaixonados. Diji voltou a ficar carinhoso. Começamos a bater punheta juntos. Mas antes fui chupar um pouco mais daquela tora grande, grossa, cheia de leite. Diji forçava novamente sua geba até minha garganta. Eu não queria tirá-la de dentro de minha boquinha. Era muito gostosa.

Voltei a me deitar e abraçar Diji. Nos beijamos e ele logo começou a gemer, era o gozo. Parei para ver. Fiquei perplexo. Nunca tinha visto tanta gala em uma geba só. Os gemidos de Diji me deixaram preocupado pois eram alto e em hotel as paredes naõ são taõ abafadas assim. Olhava para aquele homem se extremecendo e me perguntava, de onde sai tanto leite? Em seguida gozei, dispensei meu sémem que perto do dele eram gotas. Não pude me conter e deitei por cima do Diji. Fiquei alguns minutos em cima daquele homem melado de porra. Sentindo eu corpo, sua energia, seu aroma. Pois sabia que terminaria ali.

Dijo me abraçou, me beijou carinhosamente e fomos embora. Me surpreendi com este africano. Muito macho na cama, safado, viril, ordinário e cafajeste. Mas muito carinhoso também. Pelo menos o Diji foi. Seguem fotos, da rola dele e das cabines onde o encontrei.

Foto 1 do Conto erotico: O Alfa Africano das quatro paredes.

Foto 2 do Conto erotico: O Alfa Africano das quatro paredes.

Foto 3 do Conto erotico: O Alfa Africano das quatro paredes.

Foto 4 do Conto erotico: O Alfa Africano das quatro paredes.

Foto 5 do Conto erotico: O Alfa Africano das quatro paredes.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario kzdopass48es

kzdopass48es Comentou em 18/05/2017

Pica muito apetitosa! Parece ser lindo, sendo engolindo por uma bunda carnuda e grande! Leia meus contos, comente e vote! Betto(o admirador do que é belo)

foto perfil usuario ronald43

ronald43 Comentou em 17/05/2017

Cara, me manda o endereço dessas cabines?

foto perfil usuario coroaaventura

coroaaventura Comentou em 17/05/2017

DELICIOSO. QUE ROLA GOSTOSA.

foto perfil usuario jcs1955

jcs1955 Comentou em 17/05/2017

Porque nao pós do seu grelo tbm

foto perfil usuario bocamolhada

bocamolhada Comentou em 17/05/2017

Delicia deu sorte em amo negros onde fica essas cabines conheço alg no centro




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


48449 - Escreveu não leu o macho bateu!!! - Categoria: Gays - Votos: 9
49022 - O agendamento - Categoria: Traição/Corno - Votos: 7
49399 - O bom pastor - Categoria: Traição/Corno - Votos: 11
50055 - O Bom pastor (paixão de pecado) - Categoria: Traição/Corno - Votos: 6
54462 - meu lindo negro do cine (conto recuperado 2005) - Categoria: Gays - Votos: 9
63324 - A rapidez do Nordestino. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 6
77881 - Paguei a puta pra ele (bissexual) - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 9
78597 - Pai. Doce Sabor da Devassidão. (Incesto) - Categoria: Gays - Votos: 14
98871 - Pai. Doce Sabor da Devassidão 2 (INSESTO) - Categoria: Gays - Votos: 4

Ficha do conto

Foto Perfil homemprazer
homemprazer

Nome do conto:
O Alfa Africano das quatro paredes.

Codigo do conto:
100837

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
17/05/2017

Quant.de Votos:
8

Quant.de Fotos:
5


Online porn video at mobile phone


contoerotico dando de mamar pro velhinhodei minha bunda para meu irmão gozarna bunda da gorda contoscontos pornos comeram meu cu sem minha permissao mas gosteicontos eroticos aprendendo dirigi com tiowww conto erotico gay de irmao com irmao com brEmpregada virgem que seu patrao coroa rico dava dinheiro pra ela conto eroticoconto erótico esposa e amiga travestiempregado negro comeu minha mulher na praia de nudismo, contohentai errabada metrô lotado quadrinhosconto gay amante ciumentocrentes eroticacontos cornos orgiasadorei ser encoxada pelo meu filhocontos pais e fikhos durubana farra com a esposa na pescaria contoconto erotico fui a praia com meu marido e um desconhecido me fudeu ele era bem dotadocontos eroticos comi a titiaformas de cariciar as virgens na camaconto porno mulher safadacontos virei corno no apagaocontos eroticos de gay dando caronacontos amigo dorme em casa esposafamilia bi contoMulher trae seu marido com pauzudo amigo dele e tenta advinharvídeo porno de mulher com negrão sedo estrupadas no cu e gozando muitoconto erotico de incesto com enteada,e fotocontoeroticotiahentai gay porno meu filho atrevidofoi tomar banho no rio com irmao e fuderam gostoso incestosquadrinhos eroticos com atores e atrizes reaiscontos papai pistoludo filha gulosacontos com fotos esposas loba de cornoconto corno porn biFiz minha neta virar mulher no meu picao contos eroticosquadrinhos eróticos - sogra da sobrinhaContos eroticos fui fudida por doiskoboy ngentotBianca contos eróticoas vadias feiosas fudendocontos comi minha filha de menochiquititas gay pornomulheres chupando pica de cavalobolinei minha enteada contos eroticosempregaada gostosaconto erotico foda em familiaContos eroticos de incesto no pauzao do papai desde meninaminha irma me pegou nu e fudeu comigoxvideos de quadrinho heta meu marido madou seu amigo me fudexxvideo alejadinhosxxx cunhada tempo de ferias com cunhadoX-men gay comic pornconto erotico minha professora e travesticonto erotico patriciacontos flagras tiacontos eroticos meu sogro se acidentou de moto e eu transei com elebucetao veiaေအာစာအုပ္contos de incesto iniciandoquadrinhos eroticos esposanovinha ficou mevoza poke gozou detroporno contos eroticos pai comeu meu cu numa aposta ,gayFui comida no óbito pelo meu primo porno contorecatada babando no pau do amigo safado fotoscontos reais minha esposa santinha seduziu meu amigo dotadocontos de brincando comi o viadinho do meu irmãozinhocomtos eroticos tomando banho com meu filhoencoxada dormindo gozadacontos eróticos com fotos descobrindo minha ruivaporno em quadrinho comendo mae dwolland coroa gauchasexo gostoso truncadoconto erotico meu irmao meu machoesesto na prai naturista contosxoxotimha.um sargento um corno e uma historia contos eroticoporno esposa lambe o cuconto erótico pistaTraiçao com cunhadaconto gaguei mas gostei de dar o cuinscesto conto erotico em quadrinhoconto erotico o medicoouvir contos eroticos seduzi meu sobrinhoconto erótico de mãe que da filhinha menor pa4a o paicontos eroticos visitando meu amigo e cheirando a calcinha de sua esposaquadrínhos hentai sogro tarado